fbpx
Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 13 de novembro de 2009.

Araçatuba perde 30 mil vacinas

COMPARTILHE:

O Estado de São Paulo

Temperatura de refrigerador foi a 15°C e doses acabaram inutilizadas

O município de Araçatuba, a 540 quilômetros de São Paulo, deverá devolver para a Secretaria de Saúde do Estado 30.355 doses de 17 tipos de vacinas que foram inutilizadas por causa do apagão. As vacinas estavam em refrigeradores de sete Unidades Básicas de Saúde que, por causa da falta de energia elétrica, não conseguiram manter a temperatura entre 2°C e 8°C. Essa temperatura é a recomendada para que as vacinas não percam o efeito e possam ser usadas com segurança.

As 30 mil doses, que equivalem a 90% do estoque de vacinas do município, deveriam imunizar contra diversos tipos de doenças, como febre amarela, pólio, rotavírus, rubéola, meningite e hepatite, entre outras.

O prejuízo foi estimado em R$ 41 mil. Do total, 27.117 doses estavam no Posto de Saúde central, que não tem gerador e é o responsável pela distribuição das vacinas para as 11 Unidades Básicas de Saúde do município.

O serviço de Vigilância Epidemiológica de Araçatuba informou que a temperatura nos refrigeradores chegou a 15,9°C porque os aparelhos não conseguiram ligar, por falta de energia, o sistema automático de controle de temperatura.

A mesma situação aconteceu em São José do Rio Preto, a 430 quilômetros de São Paulo, onde 500 doses de vacinas tiveram de ser inutilizadas porque o refrigerador da Unidade Básica de Saúde do bairro Eldorado não tem gerador.

Bebês
Em Bauru, a 343 quilômetros de São Paulo, cinco bebês transferidos para o Hospital de Base na noite do apagão deveriam retornar na noite de ontem para a Maternidade Santa Isabel, de onde foram retirados às pressas para não correr risco de morte. O interventor da associação que administra a maternidade, Fábio Teixeira, disse que o hospital deverá comprar o mais rápido possível um gerador para evitar novos problemas. A maternidade poderá ser multada em até R$ 1,3 milhão por não ter um gerador.


VER MAIS SOBRE: arquivo


Logotipo Ascoferj

INFORMA

A Ascoferj informa que estará trabalhando de forma semipresencial no mês de fevereiro.

 

Segundas, quartas e sextas: atendimento presencial na sede de 8h às 17h.

Terças e quintas: atendimento remoto de 8h às 17h.

Telefones de todos os setores para contato:

– Financeiro – (21) 98272-2882
– Jurídico – (21) 98097-0092
– Regulatório – (21) 98272-2852
– Comunicação – (21) 98272-2867
– DAC/Cursos – (21) 98399-0146
– Central de Negócios – (21) 98293-1816
– Comercial – (21) 98097-0099
– Relacionamento – (21) 98145-2036

Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.