Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 17 de abril de 2012.

Brazil Pharma se associa à Arcangeli

COMPARTILHE:

Brasil Economico

A guerra no varejo farmacêutico continua quente. E o último movimento, anunciado ontem pela Brazil Pharma, acrescentou novos elementos ao processo de consolidação do setor. Se até agora as redes de farmácia se uniam ou compravam as menores para ganhar terreno, a Brazil Pharma, controlada pelo banco de investimentos BTG Pactual, resolveu seguir outro caminho e investir na compra de 40% da Beauty’in, uma fabricante de bebidas e alimentos funcionais para incrementar o mix de produtos, aumentar a fidelização dos clientes e o crescimento orgânico da rede.

A aquisição da Beaty’in é a quarta da Brazil Pharma em seis meses, mas a primeira fora do varejo farmacêutico. Até então, o foco da empresa estava na aquisição de companhias fortes em mercados onde a holding queria entrar, como a paraense Big Ben. Com as compras realizadas ao longo de 2011, a empresa chegou ao quarto lugar em faturamento no ranking das farmácias. Os movimentos da Brazil Pharma, contudo, sempre fizeram parte de uma tendência de mercado e estavam ligados às ações do maiores rivais, como a Raia Drogasil.

Segundo fato relevante encaminhado ontem à CVM, a Brazil Pharma busca, com o novo investimento, firmar uma parceria com a empresária Cristiana Arcangeli, dona da Beauty’in, para desenvolver novos produtos. "A presente parceria será desenvolvida por meio de veículo específico, a Beauty’in, de forma que a companhia continue a manter o foco na integração de suas atividades", diz o texto.

Expansão

Para a Beauty’in, a nova sociedade é uma forma de ganhar musculatura. "Não encaramos a entrada do BTG apenas como um sócio investidor, mas sim como uma sócio estratégico, por conta da capilaridade da rede farmacêutica deles", afirmou ao BRASIL ECONÔMICO Cristiana Arcangeli. Hoje, a Beauty’in está presente em seis mil pontos de venda e tem o objetivo de chegar a 20 mil até o final do ano. Antes de fechar negócio com a Brazil Pharma, a empresária negociava a venda de participação para outros investidores. Em conjunto, as duas empresas trabalharão no desenvolvimento de novos produtos nas áreas de cosmético e suplementos, tanto para linhas próprias das redes da Brazil Pharma, como para serem distribuídos em outros pontos de vendas.

Com o negócio, a Brazil Pharma, além de se tornar dona de 40% da Beauty’in, ganha o direito de indicar dois dos cinco conselheiros da empresa. Dependendo do desempenho da Beauty’in, Cristiana Arcangeli pode receber mais uma parcela de R$ 7 milhões ou ter o direito de readquirir a totalidade da empresa por R$ 15 milhões. O negócio ainda precisa ser aprovado pelo Cade para que entre definitivamente em vigor.


VER MAIS SOBRE: arquivo


Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.