Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 30 de agosto de 2012.

Cientistas criam teste rápido para identificar medicamentos falsos

COMPARTILHE:

Segundo a Organização Mundial de Saúde, 10% dos medicamentos usados nos países em desevolvimento podem ser falsificados. Para sanar esse problema, um novo teste capaz de detectar rapidamente se um medicamento é falsificado ou legítimo foi apresentado por cientistas norte-americanos na semana passada durante o encontro anual da Sociedade Química Americana. Dentro de um ano, o teste já poderá ser reproduzido, em pequena escala. O teste recebeu o nome de PAD, sigla em inglês para “dispositivo de análise em papel”, e foi desenvolvido, inicialmente, para comprovar a autenticidade de pílulas de paracetamol, uma substância usada para aliviar febre e as dores no corpo. Já há planos de adaptá-lo a antobióticos e remédios contra a malária. RESULTADO SAI EM DEZ MINUTOS – O teste criado pela equipe de Toni Barstis, da Faculdade Saint Mary, nos Estados Unidos, consiste em um cartão de papel com substâncias químicas que reagem com o medicamento. Quando a reação acontece, o cartão muda de cor e indica qual é a substância contida no medicamento Para fazer o teste, a pílula deve ser partida ao meio e esfregada no cartão. Em seguida, o cartão deve ser mergulhado em água, para que as substâncias presentes no comprimido penetrem e reajam com as do cartão. Quando isso acontece, o cartão muda de cor. O processo leva menos de dez minutos e poderia ser usado por hospitais, clínicas e agências reguladoras. Por enquanto, os criadores estimam que o custo de produção vá ficar abaixo de US$ 1,50 – cerca de R$ 3. Fonte: G1


VER MAIS SOBRE: arquivo


Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.