Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 15 de fevereiro de 2013.

Desvalorização do bolívar cortará lucro da Merck

COMPARTILHE:

A desvalorização do bolívar, moeda venezuelana, provocada pelo governo de Hugo Chávez, vai reduzir o lucro por ação da farmacêutica Merck em US$ 0,05 durante o primeiro trimestre, calcula a empresa. A média de projeções de analistas consultados pela Thomson Reuters aponta para um resultado de US$ 0,86 por papel. Mas, incluindo os impactos cambiais da Venezuela, a companhia estima que o indicador fique entre US$ 0,76 e US$ 0,78. De janeiro a março do ano passado, o grupo obteve um lucro de US$ 0,56 por ação. A Venezuela enfrenta um grave déficit orçamentário por conta do alto nível de gastos estatais e revelou na sexta-feira planos para desvalorizar sua moeda em 32% — de 4,3 bolívares por dólar para 6,3 bolívares. Empresas estrangeiras no país também encaram dificuldade para repatriar seus lucros por conta de controles cambiais. Entre outras companhias que serão afetadas pela mudança estão a Colgate-Palmolive, a Halliburton e a Avon. E apesar de a Merck prever uma redução em seu resultado, a companhia decidiu manter suas projeções para o acumulado do ano. Fonte: Valor Econômico


VER MAIS SOBRE: arquivo


Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.