Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 13 de abril de 2012.

Empresas farmacêuticas ampliam investimentos em inovação

COMPARTILHE:

Fator Brasil

Consultoria francesa Global Approach Consulting (GAC), líder mundial, acredita que o setor tem grandes chances de maior expansão no País.

A Lei do Bem, que permite desde 2005, que empresas obtenham incentivos fiscais automáticos quando realizam pesquisa tecnológica e desenvolvimento de inovação, tem atraído as empresas brasileiras que atuam na área farmacêutica. De acordo com levantamento do Ministério de Ciências e Tecnologias, o setor investiu R$ 250 milhões em 2011 na criação de projetos de P&D e obtiveram mais de R$ 84 milhões em benefícios fiscais.

Para a francesa Global Approach Consulting (GAC), maior consultoria do mundo na obtenção de recursos para inovação, a Lei do Bem pode ser utilizada como um grande motor de expansão para as empresas que desejam atuar globalmente. “O que poucas companhias sabem é que os investimentos em projetos inovadores têm 25% de benefício fiscal, que se transformam em caixa”, explica André Palma, diretor da GAC Brasil. Segundo ele, caso seja feita parceria com uma universidade, o retorno fiscal pode chegar a 50%.

Outro dado relevante, é que o número de empresas da área farmacêutica que apostam em inovação teve crescimento significativo de 19% em 2011, totalizando 37 companhias. “Trata-se de um segmento em que a inovação está totalmente ligada aos processos de desenvolvimento”, sinaliza Palma. No Brasil, apenas 639 empresas utilizam o instrumento fiscal. Na França, por exemplo, somente a GAC atende 1.500 companhias.


VER MAIS SOBRE: arquivo


Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.