Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 14 de dezembro de 2011.

EMS espera R$ 3 bi em genéricos

COMPARTILHE:

Brasil Economico

A divisão de genéricos da EMS, fabricante brasileira de medicamentos do país, espera encerrar o ano de 2011 com faturamento da ordem de R$ 2 bilhões.
O resultado representará um crescimento de 35% sobre as vendas registradas no ano passado, que totalizaram R$ 1,5 bilhão.

Para 2012, as estimativas são igualmente positivas. A empresa prevê faturar R$ 3 bilhões apenas com genéricos. Esses valores excluem as vendas das outras empresas do grupo que também vendem genéricos e que têm comandos distintos, como a Germed, a Legrand e a Nova Química.

O crescimento deste ano e o projetado para 2012, se for concretizado, devem superar o ritmo do mercado de medicamentos como um todo no país, que vem batendo na casa dos 20% de expansão pelo menos nos últimos três anos.

O executivo Marco Miguel, diretor de marketing da EMS Genéricos não informa que percentual desta divisão representa na empresa EMS. Mas garante que é a área é a de maior vigor de crescimento na companhia. “Com o crescimento desta divisão, a EMS espera consolidar sua posição de líder no país”, diz Marco Miguel.

As outras divisões da EMS são Sigma Pharma, que produz medicamentos de prescrição, a EMS Marcas, que fabrica os similares de marcas, a EMS Hospitalar, que comercializa medicamentos para hospitais privados e órgãos públicos, e a EMS Consumo, divisão de OTC, produtos sem prescrição médica, sendo que um dos medicamentos mais conhecidos da empresa nesta categoria é o polivitamínico gerovital.

Segundo Miguel, a expectativa de crescimento se deve, sobretudo, à expansão da fábrica de Hortolândia (SP), e à construção de novas plantas – em Manaus (AM), Brasília (DF) e Jaguariúna (SP). A empresa está investindo mais de R$ 400 milhões nas unidades.

Outra “arma” da divisão de genéricos continuará sendo os lançamentos de novos produtos assim que caírem as patentes das grandes indústrias farmacêuticas. Dos 25 lançamentos de 2011, a empresa saiu na frente com pelo menos 20.


VER MAIS SOBRE: arquivo


Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.