Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 16 de abril de 2012.

Água do mar contra a congestão nasal

COMPARTILHE:

Fator Brasil

Marimer é o lançamento da Merck para a higiene nasal diária de adultos e crianças.

A Merck, mais antiga indústria química e farmacêutica do mundo, lança novo produto no mercado: Marimer, uma solução salina isotônica para a higiene nasal diária de crianças e adultos. Produzido à base de água do mar, Marimer é rico em oligoelementos e sais minerais, necessários para o restabelecimento das funções das membranas afetadas do nariz. O produto apresenta concentração de sal idêntica à encontrada no organismo humano, por isso não causa irritação e respeita a integridade da cavidade nasal.

Seu sistema one way de aplicação impede a entrada de ar e o retorno do líquido ao frasco, preservando a esterilidade do produto. O spray com microdifusão do conteúdo proporciona um fluxo suave e contínuo, com o frasco em qualquer posição. O bico aplicador foi especialmente adaptado para o uso seguro em pessoas de qualquer idade, com um dispositivo limitador de profundidade. O bico é removível e lavável, o que permite seu uso por mais de uma pessoa sem o risco de contaminação.

Rinossinusite bacteriana -A queda das temperaturas com a proximidade do inverno faz crescer os casos de gripe e resfriado, apontados por especialistas como as principais causas de falta ao trabalho e à escola. As crianças são as mais afetadas: chegam a apresentar de seis a dez episódios por ano, enquanto a média entre adultos varia de duas a cinco infecções no período. Estudos apontam que, dos casos de gripe e resfriado, de 0,5% a 10% evoluem para uma rinossinusite bacteriana, popularmente conhecida como sinusite.

Os principais sintomas são febre, dor de cabeça, sensação de peso na face e secreção espessa. A retenção do muco nas narinas, com a congestão, facilitaria a reprodução da bactéria causadora da doença. Quando invadem as vias aéreas, as bactérias provocam a inflamação da membrana mucosa. Ela reveste toda a cavidade nasal e os seios da face. Nos casos agudos a sinusite pode durar até quatro semanas, enquanto que em casos crônicos os sintomas permaneçam por mais de doze semanas. Dr. Ricardo Godinho, médico especialista em otorrinolaringologia e dedicado ao cuidado exclusivo de crianças, explica por que as doenças respiratórias são mais comuns com a chegada do inverno:

“O muco produzido pelo organismo é responsável pela retenção de todos os detritos inalados junto com a respiração. A baixa umidade do ar durante o inverno faz com que esse muco fique mais ressecado e tenda a permanecer retido nas vias aéreas. Além disso, os cílios que conduzem o muco pelo sistema respiratório não funcionam corretamente abaixo dos vinte graus centigrados. Eles perdem parte da sua capacidade de realizar os batimentos ciliares, movimentos contínuos que carregam as impurezas até a eliminação pelo sistema digestivo”, diz.

Solução salina isotônica -Segundo o especialista, a higienização nasal com o uso de soluções salinas isotônicas pode ser indicada tanto para a prevenção da rinossinusite quanto para o tratamento dos sintomas. As soluções isotônicas, como o Marimer, têm concentração de sal idêntica à encontrada na composição do corpo humano, enquanto que as hipertônicas apresentam uma concentração maior. Estas são indicadas em casos mais graves, com inchaço excessivo das narinas. O sal em maior quantidade seria responsável pela retenção de água e a diminuição do inchaço. Nas crianças, seu uso é dificultado pela rejeição a ardências ocasionais.

Dr. Godinho afirma que as soluções salinas isotônicas são as mais indicadas para o uso prolongado e como forma de prevenção a infecções respiratórias. Ele explica como elas podem contribuir para o bom funcionamento da mucosa nasal: “Além da hidratação via oral, a solução salina isotônica é indicada para manter as fossas nasais umidificadas. Desta forma, impede-se o ressecamento do muco e sua retenção pelas narinas. Pode-se se usar pequenas quantidades várias vezes ao dia. Já durante os processos de infecção ou crises de alergia, usamos uma quantidade maior, com jatos mais longos para jogar para fora o excesso de secreção”, afirma.

A Merck é a mais antiga indústria farmacêutica e química do mundo. A companhia une essa tradição com a busca constante por inovações nos segmentos em que atua. Com forte presença global, a Merck, fundada na Alemanha há mais de 340 anos, hoje está presente em 67 países e distribui seus produtos em mais de 150. A empresa possui visão de longo prazo e prioriza a pesquisa e o desenvolvimento de inovações nas indústrias farmacêutica e química.

Desde 1995, a empresa possui cerca de 30% do seu capital total cotado na Frankfurt Stock Exchange. Os demais 70% pertencem à família Merck, descendente do fundador. Atualmente, a empresa conta com cerca de 40 mil colaboradores distribuídos por 67 países. A receita total do grupo em 2011 cresceu 11%, ultrapassando os € 10 bilhões. No quarto trimestre de 2011, com um total de € 2.6 bilhões da receita, obteve crescimento de 3,1% em relação ao mesmo período de 2010.

A Merck atua no Brasil desde 1923 e é uma das dez maiores indústrias farmacêuticas do país, de acordo com o IMS Health. Sua sede é no Rio de Janeiro, onde fica também a fábrica de medicamentos. A área Química está localizada na capital paulista e conta com uma planta em Barueri e um depósito em Cotia, na Grande São Paulo. No Brasil, a empresa tem cerca de 1.100 funcionários.

A Merck trabalha em duas frentes, farmacêutica e química, e busca o equilíbrio nesses negócios. A área farmacêutica é composta pelas divisões Merck Serono – de medicamentos de prescrição, Produtos de Consumo e Genéricos. Já a Química compreende as divisões Merck Millipore, com portfólio completo de soluções para análises em laboratórios de pesquisa ou controle de qualidade em indústrias ou instituições de saúde; e Performance Materials, com pigmentos industriais, ativos e pigmentos cosméticos oferecidos para diversos segmentos, como o de cosméticos, automotivo e de tintas especiais.

A Merck conta com um Programa de Responsabilidade Social Corporativa que tem como princípio o compromisso com os funcionários, com a sociedade e com o meio ambiente. O objetivo é contribuir tanto com a melhoria da qualidade de vida de seus funcionários – através de uma série de iniciativas e programas específicos – como proporcionar a inclusão de pessoas com deficiência e crianças e jovens em risco social. Dessa forma, a Merck colabora a partir do apoio a projetos e ações que valorizam a cultura e a cidadania.


VER MAIS SOBRE: arquivo


Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.