Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 21 de março de 2014.

Lilly anuncia resultado de estudo para tratamento do Diabetes

COMPARTILHE:

A Eli Lilly anunciou este mês resultados positivos do sexto estudo de Avaliação da Administração Semanal do LY2189265 em Diabetes (AWARD-6, na sigla em inglês), no qual a Dulaglutida, composto biológico para o tratamento semanal do Diabetes tipo 2, tem a mesma eficácia da Liraglutida diária. Com estes resultados, foi possível submeter a molécula à aprovação das agências regulatórias americana (FDA) e europeia (EMA). No Brasil, há previsão de submissão em 2014. No estudo AWARD-6, do qual participaram 599 pacientes, foi comparada a eficácia da Dulaglutida semanal de 1,5 mg com o uso diário da Liraglutida de 1,8 mg, considerando a redução da hemoglobina glicada (HbA1c) em um período de 26 semanas. Os resultados mostraram a não inferioridade quando comparada a terapia diária e efeitos adversos similares. Os eventos mais frequentes foram relacionados às funções gastrointestinais. Esses resultados são consistentes em relação aos obtidos em estudos anteriores. “A Dulaglutida é o primeiro agonista de GLP-1 a mostrar não inferioridade quando comparada com a dose mais alta de Liraglutida aprovada em estudos Fase III,” afirma o diretor médico da Eli Lilly do Brasil, Bernardo Soares, “Os dados do sexto estudo AWARD, juntamente com os cinco estudos conduzidos anteriormente, nos deixam confiantes de que a Dulaglutida pode ser uma importante opção para o tratamento do Diabetes Tipo 2. Quando aprovada, a Dulaglutida será a primeira molécula agonista do GLP-1, que é de uso semanal e vem pronta para o uso.” Os cinco estudos anteriores, AWARD 1 a 5, demonstraram superioridade na redução do HbA1c com a dose de 1,5 mg quando comparado a placebo e comparadores ativos. A Lilly planeja apresentar informações mais detalhadas sobre os estudos AWARD-6 (Dulaglutida comparada com Liraglutida), AWARD-2 (Dulaglutida versus insulina Glargina) e AWARD-4 (Dulaglutida versus insulina Glargina; ambas em combinação com insulina Lispro) em congressos científicos ao longo do ano. Fonte: Portal Fator Brasil


VER MAIS SOBRE: arquivo


Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.