Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 14 de janeiro de 2009.

Relatório técnico da Thomson Reuters explora o papel dos biomarcadores nos testes clínicos e no desenvolvimento de medicamentos

COMPARTILHE:

Portal Fator Brasil

A Thomson Reuters anunciou hoje a publicação de um novo relatório técnico sobre o tópico dos biomarcadores, concentrado nas observações especializadas de acadêmicos e dos principais participantes da indústria farmacêutica. Com o título "Biomarkers: An Indispensable Addition to the Drug Development Toolkit (Biomarcadores: Uma adição indispensável ao conjunto de ferramentas do desenvolvimento de medicamentos)", o relatório explora o papel dos biomarcadores como ferramentas de avaliação para tratar de alguns dos desafios observados na pesquisa clínica e seu potencial para melhorar a tomada de decisão, acelerar o desenvolvimento de medicamentos e reduzir os custos do desenvolvimento.

Usados como meio de medição dos processos biológicos normais no corpo, processos patológicos ou a resposta do corpo à intervenção terapêutica, os biomarcadores se tornaram uma parte essencial do desenvolvimento clínico, pois eles potencialmente oferecem um caminho mais rápido para o mercado em comparação com a abordagem convencional de desenvolvimento de medicamentos, onde as taxas de sucesso vem gradualmente declinando nos últimos anos. As taxas de fracasso para os medicamentos sendo descobertos e em desenvolvimento são atualmente muito altas, com menos de 10% dos produtos testados passando para os testes da fase I. Com os crescentes custos envolvidos no processo de desenvolvimento de medicamentos e a preocupação cada vez maior de que menos medicamentos estão conseguindo chegar ao mercado a cada ano, a indústria farmacêutica está adotando os biomarcadores como uma maneira de prever o desempenho de um medicamento candidato antecipadamente e com mais certeza.

"A FDA, bem como as organizações acadêmicas e de pesquisa, reconhecem que os biomarcadores têm um enorme potencial de acelerar o desenvolvimento e a aprovação de produtos médicos", disse Wendy Hamilton, vice-presidente de Estratégia e Marketing de Produtos, da Área Científica da Thomson Reuters. "Devido ao fato de que os biomarcadores podem prever a eficácia e a segurança de um medicamento mais rapidamente do que os critérios clínicos convencionais, eles têm o potencial de acelerar substancialmente o desenvolvimento do produto e por ajudarem a identificar antecipadamente os medicamentos candidatos com possibilidade de fracasso, eles reduzem os custos com o desenvolvimento de medicamentos. Além disso, os biomarcadores podem revolucionar os tratamentos terapêuticos em áreas tais como a oncologia, com sua capacidade de adequar as terapias a indivíduos específicos".

"Os biomarcadores tais como o Her2 já mostraram sua eficácia e benefícios nos testes clínicos", disse Colin Williams, Gerente de Produtos, Biologia & Bioinformática, da Área Científica da Thomson Reuters. "Muitos outros biomarcadores estão seguindo o exemplo na pesquisa clínica, mas a seleção do biomarcador correto pode ser um grande desafio. A identificação do biomarcador correto nos estudos clínicos pode significar a diferença entre um medicamento candidato ser aprovado ou não, o que tem implicações profundas tanto para os pacientes que esperam pelo tratamento, quanto para a segurança financeira da companhia farmacêutica envolvida".


VER MAIS SOBRE: arquivo


Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.