Dezembro Laranja: conheça 10 fatores de risco para o câncer de pele

Câncer de pele
Foto: freepik
Câncer de pele
Foto: freepik

O mês de dezembro ficou mundialmente conhecido como Dezembro Laranja, visando à conscientização da população sobre os riscos e à prevenção do câncer de pele. No Brasil, um país tropical em que a incidência solar é alta, é preciso tomar cuidado.

O uso do protetor solar adequado evita esse tipo de câncer, assim como não se expor ao sol nos horários de pico (entre 10h e 16h) e fazer avaliação anual das pintas com um dermatologista.

Além da exposição solar, há mais dez fatores que boa parte das pessoas não conhece, mas que podem indicar o câncer de pele. A médica Maria Paula Del Nero, da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), explica quais são eles.

1 – Pintas: a maioria das pintas surge em crianças e adultos sem grandes problemas, mas pessoas com muitos desses sinais têm um risco aumentado para desenvolver o melanoma.

2 – Pintas displásicas: são atípicas e, muitas vezes, parecem pintas normais, mas têm características de melanoma. São maiores e têm forma ou cor anormal.

3 – Pintas congênitas: são de nascença e têm até 5% de risco de virarem melanoma, dependendo do tamanho.

4 – Pele clara, sardas e cabelos claros: peles que se queimam facilmente têm um risco aumentado de desenvolver a doença.

5 – Histórico familiar: cerca de 10% dos pacientes têm histórico familiar da doença, por isso o autoexame é fundamental.

6 – Histórico individual: pessoas que já tiveram melanoma têm risco de desenvolver novos tumores.

7 – Imunossupressão: pacientes que passaram por transplante, que sejam HIV positivo ou que façam tratamentos que afetem o sistema imune, podem desenvolver melanomas.

8 – Idade: o melanoma é um dos cânceres mais comuns em pessoas com menos de 30 anos, especialmente em mulheres.

9 – Gênero: antes dos 50 anos, o risco é maior para mulheres; depois dos 50, o risco é maior em homens.

10 – Xeroderma pigmentoso: condição rara e hereditária, resultante de um defeito em uma enzima que normalmente repara danos ao DNA. Pessoas com essa condição apresentam maior risco de desenvolver melanoma e outros cânceres de pele em uma idade jovem.

Veja também: Além do coronavírus, Brasil deve se preocupar com outras doenças comuns

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Receba as principais notícias direto no celular

Sala de imprensa

Esta é uma área dedicada especialmente para o atendimento à imprensa e com acessos aos nossos releases.

Receba nossa newsletter

Para notícias e ofertas exclusivas, digite seu e-mail abaixo.

Um programa para você ficar sempre bem informado

Talvez se interesse por:

Saiba onde encontrar o número da matrícula

Todo associado, além do CNPJ, possui um número de matrícula que o identifica na Ascoferj. Abaixo, mostramos onde encontrá-lo no boleto bancário. Você vai precisar dele para seguir em frente com a inscrição.

BOLETO BANCÁRIO BRADESCO

Encontre em “Sacador / Avalista”.

boleto bradesco contribuição

BOLETO BANCÁRIO SANTANDER

Encontre em “Sacador/Avalista”.

boleto santander contribuição
Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.
×