Março Amarelo acende alerta para endometriose

Endometriose
Foto: shutterstock
Endometriose
Foto: shutterstock

Dados do Ministério da Saúde mostram que mais de oito milhões de pacientes enfrentam a endometriose, doença crônica que afeta mulheres em idade reprodutiva, sendo diagnosticada geralmente entre 25 e 35 anos.

“É uma doença que impacta diretamente as funcionalidades do aparelho reprodutor feminino, caracterizada pela presença de tecido endometrial (reveste internamente o útero) fora do útero da paciente e pode variar em diversos níveis de gravidade”, explica o ginecologista Wanderley Prestes, do Grupo Sabin Medicina Diagnóstica.

A evolução da medicina permite listar os níveis da doença, como a endometriose no ovário, a superficial e a profunda, que afeta outros órgãos como intestino. Sem causas estabelecidas, a doença é associada a fatores genéticos, questões hormonais, problemas com fluxo do período menstrual e até no sistema imunológico.

Os sintomas vão desde uma cólica intensa, dor para evacuar ou urinar, dor crônica na região pélvica, dor durante a relação sexual e dificuldade para engravidar. O diagnóstico precoce é fundamental.

Mesmo sem cura definitiva, o médico explica que diversos tratamentos podem melhorar a jornada das mulheres: “A doença não tem cura, mas tem tratamento e a partir de iniciativas que lançam luz aos cuidados preventivos, podemos alertar a população sobre a endometriose”.

Veja também: Sancionada lei que prevê retorno de gestantes ao trabalho presencial

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias

Receba as principais notícias direto no celular

Sala de imprensa

Esta é uma área dedicada especialmente para o atendimento à imprensa e com acessos aos nossos releases.

Receba nossa newsletter

Para notícias e ofertas exclusivas, digite seu e-mail abaixo.

Um programa para você ficar sempre bem informado

Talvez se interesse por:

Saiba onde encontrar o número da matrícula

Todo associado, além do CNPJ, possui um número de matrícula que o identifica na Ascoferj. Abaixo, mostramos onde encontrá-lo no boleto bancário. Você vai precisar dele para seguir em frente com a inscrição.

BOLETO BANCÁRIO BRADESCO

Encontre em “Sacador / Avalista”.

boleto bradesco contribuição

BOLETO BANCÁRIO SANTANDER

Encontre em “Sacador/Avalista”.

boleto santander contribuição
Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.
×