Movimentos repetitivos feitos erroneamente podem causar Síndrome do Desfiladeiro Torácico

SDT
Foto: freepik
SDT
Foto: freepik

Trabalhar mais e na mesma posição, como estamos fazendo atualmente no home office, com movimentos repetitivos e realizados erroneamente, pode desencadear a Síndrome do Desfiladeiro Torácico (SDT). Isso pode ocorrer pela repetição ocasionada por atividades físicas.

A SDT atinge adultos entre 20 e 40 anos de idade e é caracterizada pela compressão de nervos e/ou vasos sanguíneos da região do pescoço próximo à clavícula, região chamada de desfiladeiro torácico.

“Quando os nervos são acometidos, os sinais podem ser de fraqueza, dormência e formigamento nos braços ou nas mãos. O comportamento do fluxo sanguíneo pode causar inchaço e vermelhidão, uma aparência azulada na pele, ou ainda uma sensação gelada nos braços. Também pode se tornar difícil realizar atividades que exijam a elevação dos membros superiores”, relata o neurocirurgião Marcelo Amato.

A síndrome pode vir associada a hérnias de disco cervical, e o diagnóstico pode ser confundido com essa doença. Por isso, é essencial que o neurocirurgião avalie a situação do paciente para que seja feito o tratamento adequado, aliviando os sintomas e prevenindo complicações.

“O tratamento deve ser iniciado clinicamente – com medicações, fisioterapia e mudanças no hábito de vida – e pode se tornar cirúrgico. São necessárias adaptações das atividades do dia a dia e realização de exercícios específicos que resultem em melhora postural. É importante ter em mente que pode demorar alguns meses até a melhora completa dos sintomas”, finaliza Amato.

Veja também: Roche Diagnóstica e Vida Care se unem para aprimorar atendimento de saúde ocupacional

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Receba as principais notícias direto no celular

Sala de imprensa

Esta é uma área dedicada especialmente para o atendimento à imprensa e com acessos aos nossos releases.

Receba nossa newsletter

Para notícias e ofertas exclusivas, digite seu e-mail abaixo.

Um programa para você ficar sempre bem informado

Talvez se interesse por:

Saiba onde encontrar o número da matrícula

Todo associado, além do CNPJ, possui um número de matrícula que o identifica na Ascoferj. Abaixo, mostramos onde encontrá-lo no boleto bancário. Você vai precisar dele para seguir em frente com a inscrição.

BOLETO BANCÁRIO BRADESCO

Encontre em “Sacador / Avalista”.

boleto bradesco contribuição

BOLETO BANCÁRIO SANTANDER

Encontre em “Sacador/Avalista”.

boleto santander contribuição
Logotipo Ascoferj

COMUNICADO

Devido à contaminação de parte de nossa equipe de colaboradores com Covid-19, voltaremos temporariamente ao trabalho home office. Caso necessite de algum atendimento, entre em contato com os departamentos pelos números e e-mails abaixo, sempre entre 8h e 17h.

– Financeiro – (21) 98272-2882 / financeiro@ascoferj.com.br
– Jurídico – (21) 98097-0092 / departamentojuridico@ascoferj.com.br
– Regulatório – (21) 98272-2852 / regularizacao@ascoferj.com.br
– Comunicação – (21) 98272-2867 / comunicacao@ascoferj.com.br
– DAC/Cursos – (21) 98399-0146 / dac@ascoferj.com.br
– Central de Negócios – (21) 98293-1816 negociacao@ascoferj.com.br
– Comercial – (21) 98097-0099 / comercial@ascoferj.com.br

Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.
×