Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 20 de outubro de 2014.

320 mil vacinas de meningite são recolhidas

COMPARTILHE:

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) comunicou, no dia 16 de outubro, que 12 lotes da vacina Meningitec contra meningite C da Wyeth, o correspondente a 320 mil doses, serão recolhidos por ter sido constatada a presença de partículas de óxido de ferro nas injeções. A empresa, do grupo Pfizer, afirma que isso ocorreu por um desgaste no aparelho que faz o envase das doses, fabricadas na Espanha. O problema foi detectado em uma análise feita pela fabricante espanhola em setembro e atinge injeções fabricadas desde 2012 (veja os lotes acima). A vacina da Wyeth é usada apenas em clínicas privadas do país. Cada dose custa, em média, R$ 190. O recolhimento deverá provocar desabastecimento dessa marca em específico, diz a Anvisa, que informa haver outras opções no mercado. A suspensão ocorreu após aviso da própria empresa de que faria o recolhimento voluntário do produto. De acordo com a Wyeth, as vacinas atingidas pelo recolhimento não oferecem risco à saúde. A imunização é indicada a crianças a partir de três meses, jovens e adultos contra a meningite C, doença que causa inflamação das membranas que revestem o cérebro e a medula espinhal e pode levar à morte. Segundo o toxicologista Anthony Wong, diretor do Ceatox-SP (Centro de Assistência Toxicológica do Hospital das Clínicas da USP), a ferrugem encontrada nas vacinas recolhidas não causa mal à saúde. "É um corpo estranho e será eliminado pelo organismo eventualmente, mas não representa risco. É só uma substância que foge ao padrão de qualidade." Eurico Correia, diretor médico da Pfizer, afirma que é possível haver uma reação na pele, mas nada diferente do que pode acontecer em qualquer vacinação administrada por injeção intramuscular. A Anvisa e a empresa afirmam que não houve registro de efeitos adversos ligados aos lotes interditados. Correia ressalta que a vacina não perde eficácia por causa dessa contaminação. "O importante é que as pessoas não deixem de dar o reforço da vacina por causa disso." Não há previsão de quando o produto da Wyeth vai voltar ao mercado. A vacinação contra meningite C é feita também pela rede pública. Segundo a Anvisa, ainda será avaliada a infração cometida pela empresa e a possível punição, que pode ser notificação, interdição e multa de R$ 2.000 a R$ 1,5 milhão. Mais informações sobre o recall podem ser obtidas no SAC da empresa: 0800-0160625.   Fonte: Folha de S.Paulo


VER MAIS SOBRE: arquivo


Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.