Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 11 de novembro de 2010.

Abafarma se posiciona contra a exigência de prescrição na venda de antibióticos

COMPARTILHE:

Abafarma

A Associação Brasileira do Atacado Farmacêutico (Abafarma) apoia totalmente a posição do Conselho Federal de Farmácia (CFF), contrária à exigência da Anvisa de prescrição médica na venda de antibióticos.

Para o CFF e a Abafarma, o governo deveria, em primeiro lugar, organizar o setor de saúde para garantir aos pacientes o acesso ao médico e à receita para só depois restringir a venda. “Na teoria, a medida estaria correta, mas no mundo real os brasileiros não têm acesso fácil e ágil a uma consulta médica”, afirma o presidente da Abafarma, Luiz Fernando Buainain.

O dirigente lembra que 30% das cidades brasileiras não contam com um hospital público. “Até mesmo quem tem convênio médico espera semanas por uma consulta”, completa.

Fundada em 1986, a Abafarma reúne as 23 maiores distribuidoras de medicamentos e HPC (Higiene, Perfumaria e Cosméticos) do Brasil, responsáveis por 80% do PIB do setor e com faturamento mensal médio de R$ 1,5 milhão. Atualmente, as associadas à Abafarma atendem a 63 mil farmácias, hospitais e clínicas e geram 28 mil empregos diretos e indiretos.


VER MAIS SOBRE: arquivo


Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.