Após três anos, RaiaDrogasil conclui integração e se espalha no Nordeste

Quase três anos após a fusão que deu origem à maior rede de farmácias do País, a RaiaDrogasil começou, finalmente, a colher os resultados dessa união. Ao divulgar ontem o balanço do primeiro trimestre, depois de um 2013 de números mais fracos, a companhia quer mostrar ao mercado que a fase mais difícil do processo de integração ficou para trás. Internamente, 2014 está sendo tratado como o ‘ano um’ da nova empresa, que começou a ser desenhada em 2011. A etapa mais complexa da integração das redes Droga Raia e Drogasil começou no dia 30 de setembro do ano passado e terminou em plena sexta-feira de carnaval. Durante a madrugada, a equipe de tecnologia da empresa "virou", de uma vez só, o sistema das últimas 200 lojas de São Paulo, que ainda era diferente para cada uma das bandeiras. Desde o início, a operação envolveu mais de 160 pessoas. "Foi uma empreitada porque o sistema corporativo é simplesmente o coração da companhia", diz Marcílio Pousada, que no mês que vem completa um ano na presidência da RaiaDrogasil. Com a integração, a empresa conseguiu, por exemplo, unificar as compras e entregas de produtos para todas as lojas da rede. Distorções logísticas também foram resolvidas. Embora a antiga Drogasil tivesse um centro de distribuição em Contagem (MG), as lojas da Droga Raia em Belo Horizonte ainda eram abastecidas por um centro de distribuição localizado em São Paulo. "Resolver esse tipo de coisa faz com que a gente consiga crescer e ganhar produtividade com a estrutura que já temos", diz Eugênio de Zagottis, vice presidente de relações com investidores da rede. O que ainda está pendente, segundo ele, é a unificação do sistema dos caixas nos pontos de venda. Para os executivos, o resultado do primeiro trimestre deste ano já é reflexo da integração e foi impulsionado também por um verão de vendas em alta no setor. Nos três primeiros meses de 2014, as vendas da RaiaDrogasil cresceram 19,5%, para R$ 1,7 bilhão. O último balanço da Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma) aponta uma expansão de 16,7% nas vendas do setor no mesmo período. O lucro operacional (Ebitda) da RaiaDrogasil cresceu 31,9%, para R$ 87,3 milhões no primeiro trimestre. "As sinergias resultantes da fusão demoraram a aparecer, o que fez as ações da companhia caírem bastante no ano passado", disse André Parize, analista do banco Votorantim. "Mas já estamos revisando nossas recomendações para a empresa porque, ao que parece, a integração já começa a dar resultados." A melhora nos números da RaiaDrogasial, de certa forma, tiram um peso das costas de Marcílio Pousada, que presidiu a livraria Saraiva por oito anos e foi para a rede de farmácias com a missão de substituir Cláudio Ely, um dos executivos mais experientes do setor. Veterano do varejo, com papo de vendedor, Pousada tem conseguido, aos poucos, deixar sua marca na companhia. No fim do ano passado, ele instituiu o "dia do balcão": a cada três meses, os 24 principais executivos da empresa, inclusive ele, colocam um jaleco branco e vão para as lojas atender a clientela. "Temos uma lista de sugestões que surgiram do nosso primeiro ‘dia do balcão’", conta. Essa foi uma ideia que ele trouxe da Saraiva, onde os executivos periodicamente passavam um dia acompanhando  atendimento no call center. Mas seu maior desafio agora, segundo o analista do Bradesco, Ricardo Boiati, é manter o crescimento da companhia com rentabilidade. "A empresa tem um plano ousado, mas factível de expansão. É ele que vai garantir o crescimento daqui para frente, num mercado cada vez mais competitivo." No ano passado, a empresa inaugurou 131 novas lojas e tem a meta de manter esse volume em 2014 – é quase três vezes o número de unidades da Onofre, controlada pela americana CVS. "Esse não é um número impossível", diz Pousada. "Já temos 87 contratados assinados." Expansão. Na semana que vem, a RaiaDrogasil vai ultrapassar a marca de 1 mil lojas próprias no País, com duas inaugurações "comemorativas". Pousada vai inaugurar pessoalmente a unidade Droga Raia do Aeroporto Internacional de Guarulhos – será a primeira da rede em um aeroporto. No dia seguinte, seguirá para Recife, onde participará da abertura da primeira unidade de Pernambuco. "O Nordeste é um vetor de crescimento", diz o presidente. Neste ano, a rede estreia também em Alagoas e Sergipe. A expansão agressiva a que a RaiaDrogasil se impôs acontece em meio a um novo ciclo de consolidação no setor. No ano passado, o conglomerado Ultra, que reúne ativos em distribuição de combustíveis, químicos, gás de cozinha e logística, surpreendeu o mercado ao anunciar a compra da rede Extrafarma, com atuação no Norte e Nordeste do País. A gigante CVS, que entrou no mercado brasileiro ao comprar a Onofre, já busca novas aquisições. Segundo fontes, ela teria sondado a Drogaria São Paulo/Pacheco, maior concorrente da RaiaDrogasil. Fonte: O Estado de S.Paulo 

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Categorias

Receba as principais notícias direto no celular

Sala de imprensa

Esta é uma área dedicada especialmente para o atendimento à imprensa e com acessos aos nossos releases.

Receba nossa newsletter

Para notícias e ofertas exclusivas, digite seu e-mail abaixo.

Um programa para você ficar sempre bem informado

Logotipo Ascoferj

INFORMA

A Ascoferj informa que está em regime semipresencial.

Segundas, quartas e sextas: atendimento presencial, das 8h às 17h
Terças e quintas: atendimento remoto, das 8h às 17h.

Telefones de todos os setores para contato:

– Financeiro – (21) 98272-2882
– Jurídico – (21) 98097-0092
– Regulatório – (21) 98272-2852
– Comunicação – (21) 98272-2867
– DAC/Cursos – (21) 98399-0146
– Central de Negócios – (21) 98293-1816
– Comercial – (21) 98097-0099

Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.
×