fbpx
Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 27 de outubro de 2015.

Aprovado pela Anvisa medicamento para o tratamento de Fibrose Pulmonar Idiopática no Brasil

COMPARTILHE:

A Boehringer Ingelheim anuncia a aprovação pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) do primeiro medicamento para o tratamento da Fibrose Pulmonar Idiopática (FPI), chamado Nintedanibe.

A Boehringer Ingelheim anuncia a aprovação pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) do primeiro medicamento para o tratamento da Fibrose Pulmonar Idiopática (FPI), chamado Nintedanibe. Os pacientes com essa doença pulmonar rara e fatal, com sobrevida média após o diagnóstico de 2 a 3 anos e que até então não dispunham de tratamento, passam a contar com uma esperança que desacelera a velocidade de progressão da doença em 50%, em diversos níveis evolutivos da doença. O nome comercial do medicamento é OFEV®.

A inovação de OFEV® consiste em ser o primeiro medicamento que atua especificamente em fatores que estão ligados à fibrose e progressão da FPI, sendo capaz de reduzir o declínio da função pulmonar impedindo a multiplicação das células que causam a cicatrização (fibrose) contínua do tecido do pulmão. Com isso, a formação das cicatrizes é desacelerada, preservando a parte sadia do pulmão.. Este medicamento é o único a apresentar estudos que comprovam sua eficácia em diminuir a ocorrência de episódios de piora súbita e potencialmente fatais, chamados exacerbações. i “A importância de evitar estes quadros críticos é que mais de 60% dos pacientes internados por causa das exacerbações acabam falecendo e atualmente não conseguimos prever quando esses episódio vão ocorrer”, esclarece o Dr. Adalberto Rubin, pneumologista da Santa Casa de Porto Alegre (RS). Segundo o especialista, a posologia indicada do nintedanibe (OFEV®) para o tratamento de fibrose pulmonar idiopática é de uma cápsula de 150mg via oral duas vezes ao dia.

“Como a causa da FPI é desconhecida e não há cura, a chegada de Nintedanibe (OFEV®) é realmente uma mudança no panorama do tratamento. Se antes as alternativas que tínhamos para oferecer eram limitadas e implicavam em altos riscos, agora podemos contar com a possibilidade de desacelerar o avanço da doença”, destaca Dr. Rubin. OFEV® foi aprovado em 2014 pela agência de saúde americana (FDA – Food and Grug Adminstration) para o uso nos Estados Unidos e, mais recentemente em janeiro deste ano, na Europa pela EMA (European Medicines Angency).

Sobre o uso do medicamento no Brasil, Dra. Patricia Rangel, Diretora Médica da Boehringer Ingelheim do Brasil, explica que “como a FPI é uma doença órfã de tratamento, foi proposto pela Boehringer Ingelheim o inicio de um programa de acesso expandido para pacientes com a doença em 2015, devidamente autorizado pelas autoridades de saúde do Brasil. Desta forma, o nintedanibe já vem sendo utilizado compassivamente para o tratamento de um grupo de pacientes com FPI em 8 centros de referência nacionais”.

Diagnóstico:

Apesar de ser uma doença grave, que afeta um número cada vez maior de pessoas, a Fibrose Pulmonar Idiopática (FPI) ainda é considerada uma doença rara e de causa desconhecida. Justamente por isso, seu diagnóstico é bastante difícil. Caso o paciente ou o médico não se atentem aos sintomas, o diagnóstico pode até não ser feito, pois a doença pode ser  confundida com asma,  DPOC (Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica, geralmente ligada ao tabagismo), ou insuficiência cardíaca congestiva.

Assim que os sintomas da FPI são percebidos, a ação recomendada é procurar um médico pneumologista. As principais técnicas que possibilitam o diagnóstico da FPI são o histórico médico, o exame físico, o resultado de uma tomografia computadorizada de alta resolução (TCAR)  e em alguns casos , uma biópsia de pulmão.

Fonte: Imprensa Boehringer Ingelheim



  • Sou portadora desta patologia, e está medicação foi indicada para mim , por minha médica, gostaria que o Laboratório Boeringhy fizesse contato comigo, pois farei uso do Nintemdanibe, imai, Tc.artes07@gmail.com .
    Segundo a minha médica vocês dão todo suporte e informações para usuários deste produto farmacêutico.

    Deste de já no aguardo de informações e contato

    Tereza Cunha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logotipo Ascoferj

INFORMA

A Ascoferj informa que está em regime semipresencial.

Segundas, quartas e sextas: atendimento presencial, das 12h às 17h
Terças e quintas: atendimento remoto, das 8h às 17h.

Telefones de todos os setores para contato:

– Financeiro – (21) 98272-2882
– Jurídico – (21) 98097-0092
– Regulatório – (21) 98272-2852
– Comunicação – (21) 98272-2867
– DAC/Cursos – (21) 98399-0146
– Central de Negócios – (21) 98293-1816
– Comercial – (21) 98097-0099
– Relacionamento – (21) 98145-2036

Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.
×