Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 20 de maio de 2010.

Brasil quer cobrar imposto de laboratórios para erradicar doenças

COMPARTILHE:

Folha de São Paulo

O Brasil propôs a cobrança de impostos sobre os lucros das empresas farmacêuticas com o objetivo de obter recursos para a pesquisa e o desenvolvimento de vacinas e tratamentos contra doenças ainda endêmicas nos países em desenvolvimento, confirmou à reportagem em Genebra o ministro da Saúde do Brasil, José Gomes Temporão.

"Estimulamos a proposta de cobrar um imposto sobre os lucros das empresas farmacêuticas para financiar a luta contra a malária, contra a dengue e contra o Mal de Chagas, que deixam milhões de mortos e doentes no planeta, particularmente nos países pobres", afirmou o ministro durante a reunião da Assembleia Mundial de Saúde realizada esta semana em Genebra.

A iniciativa é apoiada, entre outros, pelo Peru, cujo ministro da Saúde, Oscar Ugarte, indicou que "há uma grande margem de utilidade por parte dessas empresas. Deveriam contribuir, também, com a pesquisa e o desenvolvimento, é algo que deve ser negociado e decidido pelos países", acrescentou, referindo-se à porcentagem dos ganhos que poderá ser tributada.

"Os Estados têm que ter um pouco mais de controle e obter a contribuição da indústria farmacêutica (…) que está registrando maiores margens de lucro hoje", considera German Velásquez, renomado especialista internacional, membro da delegação da Colômbia nesta reunião da Organização Mundial de Saúde (OMS).


VER MAIS SOBRE: arquivo


Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.