Como contratar um corretor de seguros

shutterstock_153898862

Quando você precisa fazer uma cirurgia, você procura um guia de turismo? E para uma viagem, você fala com o padeiro? Pois é, poucas profissões são tão desconhecidas como a do corretor de seguros, normalmente associada a um mero vendedor. Isso está bem longe da verdade, já que o atendimento ao cliente vai muito além da venda, continuando por todo o período em que a apólice estiver em vigência. Trata-se de um serviço de cunho financeiro, com características de complexidade variável e que exigem muita atenção no momento da contratação, já que nem todos os seguros são iguais.

O corretor de seguros é um consultor. Em virtude de sua formação técnica, ele é o único habilitado e autorizado pela Superintendência de Seguros Privados (SUSEPSusep), autarquia subordinada ao Ministério da Fazenda, para analisar as necessidades de um cliente e oferecer as melhores opções em termos de seguradoras, seguros e suas coberturas.

Apesar de não ser obrigatória a existência de um corretor de seguros nas apólices, para garantir a segurança do cliente, é recomendável a contratação de um, porque, de qualquer forma, a lei impõe o pagamento de uma corretagem. Não havendo a existência de um corretor, a comissão devida é transferida para a Fundação Escola Nacional de Seguros (FUNENSEGFunenseg).

Além disso, pelo fato de não ser empregado de nenhuma seguradora, o corretor tem muito mais liberdade para negociar com ela em caso de sinistro, devendo apoiar o cliente, parte mais vulnerável, na defesa de seus interesses.

Escolher um corretor de seguros também requer muito cuidado, pois, como em toda profissão, há também os maus profissionais. Verifique, em primeiro lugar, se ele é habilitado pela SUSEPSusep (www.susep.gov.br). Em 2018, mais de 8 mil corretores tiveram seus registros suspensos. Em segundo lugar, é bom saber se ele aderiu ao Código de Ética dos Corretores de Seguros (www.fenacor.org.br), certificado de qualidade no mercado de seguros.

Recomendação final: nos últimos anos, surgiu, no mercado, a chamada “proteção veicular”, popularmente conhecida como “seguro pirata”, formada por cooperativas e associações de classe. Elas comercializam irregularmente seguros e têm sido fiscalizadas e fechadas pela SUSEPSusep.

Assim, como antes de ir ao médico ou a qualquer outro profissional, peça recomendações de bons profissionais a amigos e familiares. A Conquiste Seguros, sócio honorário da Ascoferj, tem ampla experiência na contratação de seguros para farmácias e farmacêuticos, está à disposição de todos os associados e apresenta orçamentos em todos os ramos, sem compromisso e com preços especiais.

Fonte: Conquiste Seguros

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias

Receba as principais notícias direto no celular

Sala de imprensa

Esta é uma área dedicada especialmente para o atendimento à imprensa e com acessos aos nossos releases.

Receba nossa newsletter

Para notícias e ofertas exclusivas, digite seu e-mail abaixo.

Um programa para você ficar sempre bem informado

Saiba onde encontrar o número da matrícula

Todo associado, além do CNPJ, possui um número de matrícula que o identifica na Ascoferj. Abaixo, mostramos onde encontrá-lo no boleto bancário. Você vai precisar dele para seguir em frente com a inscrição.

BOLETO BANCÁRIO BRADESCO

Encontre em “Sacador / Avalista”.

boleto bradesco contribuição

BOLETO BANCÁRIO SANTANDER

Encontre em “Sacador/Avalista”.

boleto santander contribuição
Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.
×