Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 4 de novembro de 2010.

Empresas farmacêuticas voltam-se ao desenvolvimento de medicamento de alto risco e de alto retorno

COMPARTILHE:

Fator Brasil

Filadélfia e Londres – As empresas farmacêuticas da região Ásia Pacífico estão cada vez mais adaptando os seus modelos de negócio da produção de medicamentos genéricos para a pesquisa e desenvolvimento de mais alto risco e alto retorno, de acordo com um novo relatório divulgado hoje pela CMR International, uma empresa da Thomson Reuters.

A mudança de cenário é vista na primeira edição do 2010 Asia Pacific R&D Factbook, que encontra um aumento da atividade de estudos clínicos, pedidos de patente e desenvolvimento molecular na região.
"Embora a proporção de gastos globais em P&D alocadas para a Ásia Pacífico tenha sido inferior a 1 por cento em 2009, essas tendências demonstram um foco crescente dessas atividades," disse Hans Poulsen, chefe de consultoria de ciências da vida da Thomson Reuters.

Os valores globais para o recrutamento de estudo clínico destacam uma dramática mudança de direção dos Estados Unidos para a Ásia Pacífico. Em 2002, 53 por cento dos pacientes foram recrutados mundialmente na América do Norte; em 2008 esse número caiu para 32 por cento. A Ásia Pacífico teve um aumento entre 6 e 11 por cento no mesmo período, enquanto a Europa apresentou um crescimento marginal entre 14 e 17 por cento.

Entretanto, o número de novas moléculas em desenvolvimento por empresas de medicamentos genéricos, especialmente na Índia, reflete uma forte inclinação ao investimento em P&D.

E o número de pedidos de patente na região indica uma abordagem cada vez mais agressiva para garantir participação de mercado. Os pedidos de patente promovidos por empresas indianas, por exemplo, aumentaram 60 por cento de 2006 a 2009, corroborando com a mudança do modelo de negócios na região.

O Factbook relata que a Tailândia é superior em recrutamento de pacientes e qualidade, enquanto a Malásia vem por último, e o Japão é superior em desempenho de regulamentação, enquanto a China é a última colocada.
As informações publicadas no Factbook são baseadas em fontes originais, englobando as grandes empresas farmacêuticas que representam cerca de 80 por cento dos gastos globais em P&D da indústria.


VER MAIS SOBRE: arquivo


Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.