Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 7 de dezembro de 2010.

Europa quer desenvolver mercado de medicamentos genéricos

COMPARTILHE:

Portal Folha

A Europa intensifica sua luta contra os laboratórios farmacêuticos suspeitos de frear a chegada de versões genéricas, mais baratas, de seus medicamentos mais importantes, visando desta vez a britânica AstraZeneca e a suíça Nycomed.

A AstraZeneca denunciou nesta sexta-feira ser alvo de uma investigação, por parte das autoridades europeias da concorrência, relacionada ao Nexium, principal tratamento para dores ligadas a úlceras e refluxos gastrointestinais.

Este era seu medicamento mais vendido até o ano passado e ainda gerou um volume de negócios no valor de US$ 3,7 bilhões de dólares nos primeiros nove meses deste ano.

"Fomos objeto de buscas por autoridades da concorrência que estão ligadas a suspeitas de práticas de dumping envolvendo o esomeprazol", princípio ativo do Nexium, declarou uma porta-voz, garantindo que a AstraZeneca cooperava plenamente com a investigação.

Duas fábricas na Alemanha do laboratório suíço Nycomed foram também examinados, por razões "ligadas" às visitas na AstraZeneca, informou uma fonte próxima ao caso da Dow Jones Newswires.

 


VER MAIS SOBRE: arquivo


Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.