Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 22 de junho de 2010.

Farmacêuticos querem prescrever medicamentos de venda livre

COMPARTILHE:

O Estado de São Paulo

Proposta de resolução, que deve ser votada pelo Conselho Federal de Farmácia ainda este mês, visa a ‘orientar o consumidor e evitar a automedicação’. Conselho Federal de Medicina critica projeto alegando que alteração só pode ser feita por meio de lei

Medicamentos isentos de prescrição médica, como analgésicos e antiácidos, terão de ser prescritos por um farmacêutico na hora da venda, caso seja aprovado um projeto de resolução em discussão no Conselho Federal de Farmácia (CFF). A entidade diz que o objetivo é oferecer aos profissionais a oportunidade de orientar o consumidor, diminuindo os riscos da automedicação. A medida promete causar polêmica entre os médicos.

Uma resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), em vigor há quatro meses, já determina que os medicamentos de venda livre sejam colocados atrás do balcão. Agora, o CFF defende que o consumidor passe antes por uma avaliação do farmacêutico até para comprar uma aspirina. O consumidor, no entanto, não seria obrigado a seguir a prescrição farmacêutica.


VER MAIS SOBRE: arquivo


Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.