Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 20 de setembro de 2018.

Faz bem contar com um farmacêutico

COMPARTILHE:

shutterstock

O farmacêutico é um profissional qualificado, e seu calibre pode ser mensurado e pluralizado na sua predisposição de ampliar seus conhecimentos. Esta profissão tem uma relação importante no âmbito da saúde, pois assegura a qualidade e a efetividade dos produtos (medicamentos, cosméticos, vitaminas e outros), além da preparação da equipe, do atendimento e da atenção diferenciada (humanização) aos pacientes/clientes da farmácia sob sua incumbência. Cada indivíduo tem sua particularidade, suas histórias de vida, o cenário social em que vive, os problemas de saúde e as necessidades características.

O acompanhamento farmacoterapêutico está envolto às atividades desenvolvidas pelo farmacêutico, auxiliando na conquista de resultados promissores com o uso de medicamentos e fazendo com que exista uma redução nos erros medicativos, em contribuição à efetividade do tratamento e a melhor qualidade de vida dos pacientes. Tal responsabilidade é uma alternativa para facilitar a intervenção médica, esforço que objetiva garantir ao cliente o bem-estar no tratamento e na recuperação da saúde.

Problemas Relacionados à Utilização dos Medicamentos (PRMs) são ocorrências vivenciadas por pacientes, e que podem intervir negativamente na farmacoterapia. Uma das atribuições clínicas do profissional de farmácia é a identificação, resolução e prevenção dos PRMs. Dessa forma, o farmacêutico, ao constatar e classificar um PRM, será capaz de intervir na farmacoterapia e auxiliar para uma melhor adesão medicamentosa e na qualidade de vida dos usuários de medicamentos.

Atualmente, existe um novo conceito em serviços de farmácia, que são os Consultórios Farmacêuticos, onde os clientes agendam suas consultas para um melhor acompanhamento de suas condições terapêuticas e obter orientações mais detalhadas quanto ao tratamento. Essa forma de atendimento ajuda especialmente os usuários portadores de doenças crônicas não transmissíveis, como a hipertensão e o diabetes, em que, na maioria dos casos, se faz necessária a utilização medicativa por longos períodos ou até mesmo durante toda a vida. O acompanhamento farmacoterapêutico contribui para a obtenção de resultados favoráveis a partir da orientação do uso correto dos medicamentos.

Existem casos em que o indivíduo necessita utilizar diversos tipos de medicamentos em um determinado período, para um ou mais tratamentos específicos, e essa complexidade gera dificuldades de assimilação e planejamento na administração dos remédios. O mau controle dessas substâncias pode acarretar tratamento deficiente e, em alguns casos, implicações à saúde.

Por isso, é importante um acompanhamento farmacoterapêutico, porque, além da orientação correta sobre o tratamento, o paciente recebe uma educação continuada quanto à utilização medicamentosa, promovendo assim uma melhor qualidade de vida, saúde e bem-estar.

Artigo produzido por Alexandre Macedo, da Smart Consulta.

 

Referências:

http://www.anbfarma.com.br/noticia/farmaceutico-sinonimo-de-mais-saude-para-a-populacao

https://www2.ufjf.br/noticias/2017/01/20/em-um-ano-farmacia-universitaria-contabiliza-mais-de-20-mil-receitas-e-200-consultas/

http://www.sbrafh.org.br/rbfhss/public/artigos/RBFHSS_01_art05.pdf

http://e-sante.com.br/problemas-relacionados-a-utilizacao-dos-medicamentos-prm-saiba-como-diferencia-los/

http://www.farmaceuticas.com.br/como-o-farmaceutico-pode-melhorar-adesao-ao-tratamento-farmacologico/


VER MAIS SOBRE: acompanhamento farmacoterapêutico / consultório farmacêutico / farmacêutico / Smart Consulta


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.