Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 16 de agosto de 2010.

Fiocruz produz remédio para pacientes renais

COMPARTILHE:

Portal Investimentos e Notícias

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), por meio do Instituto de Tecnologia em Fármacos (Farmanguinhos), e o laboratório nacional Libbs Farmacêutica assinam, nesta sexta-feira (13), o contrato de transferência de tecnologia para a produção do medicamento tacrolimo, utilizado por pacientes submetidos a transplante de rim. Com a assinatura do contrato, Farmanguinhos adquire do Libbs a tecnologia de produção do tacrolimo e, assim, o medicamento passará a ser produzido pela Fiocruz, instituição estratégica da política nacional de saúde. O processo de transferência da tecnologia terá duração de cinco anos e, ao longo do projeto, estima-se uma economia de mais de R$ 240 milhões para os cofres públicos, além do fortalecimento do Complexo Econômico Industrial da Saúde brasileiro e das parcerias para o desenvolvimento produtivo.

O contrato prevê a transferência de tecnologia não só para a produção do medicamento final, mas também do seu insumo farmacêutico ativo (princípio ativo), garantido, dessa forma, o controle tecnológico de toda a cadeia produtiva do tacrolimo.

O tacrolimo é um imunossupressor, isto é, ele diminui a atividade do sistema imunológico, efeito necessário para contornar a rejeição do organismo do paciente ao órgão transplantado e garantir o sucesso do procedimento. Esse medicamento consta na lista de produtos estratégicos no âmbito do SUS, segundo a Portaria 978/2008 do Ministério da Saúde (atualizada pela Portaria 1.284/2010). O contrato com o Libbs é o primeiro firmado pela Fiocruz em resposta a essas portarias do Ministério.


VER MAIS SOBRE: arquivo


Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.