Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 4 de janeiro de 2010.

Genentech terá atuação independente da Roche

COMPARTILHE:

Valor Econômico

Pascal Soriot, alto executivo da Roche conta que estava tomado pela ansiedade enquanto subia no avião que o levaria da Basileia, Suíça, para San Francisco, em março. O laboratório suíço acabava de comprar a Genentech, parceira de longa data no desenvolvimento de medicamentos, e Soriot iria reunir-se com o executivo-chefe da empresa, Arthur D. Levinson, a quem se credita ter construído um dos canais mais eficientes de produção de drogas anticancerígenas. Os produtos da Genentech que a Roche vende, como o Herceptin, contra câncer de mama, e o Avastin, contra o de cólon, representaram 40% da receita de US$ 42,3 bilhões da Roche em 2008. Soriot estava assombrado – e preocupado. "A primeira pergunta que fiz a Art foi ´Como mantemos o espírito da Genentech vivo para sempre?´"

Várias farmacêuticas mundiais passaram as últimas semanas de 2009 digerindo algumas das principais aquisições em sua história. A Pfizer concluiu a fusão de US$ 68 bilhões com a Wyet e a Merck costurou a compra da Schering-Plough, por US$ 41 bilhões. O acordo da Roche foi diferente: pagou US$ 47 bilhões para adquirir os 44% da Genentech que ainda não possuía, basicamente trazendo a unidade mais produtiva para dentro da organização.

O que as companhias têm em comum é que precisam provar aos investidores e pacientes que aprenderam com os acordos anteriores, que, em geral, trouxeram economias de custo de curto prazo, mas poucos remédios animadores. "Observando essas fusões na indústria farmacêutica, não creio que tivemos uma longa história de êxitos", admite Ian T. Clark, da Genentech, que se tornará executivo-chefe da unidade a partir deste mês e que faz parte da equipe de integração. "A Roche sabia que o berço da inovação eram as instalações de pesquisas da Genentech e que isso precisava ser abordado com cuidado e de modo diferenciado."

Por quase 20 anos, executivos da Roche disseram que a Genentech era bem-sucedida porque operava a certa distância da controladora, com uma equipe administrativa e acionistas próprios e sofrendo poucas intromissões de seu maior acionista, na Basileia. As vendas da Genentech dobraram, para US$ 13 bilhões, no período de cinco anos encerrado em 2008. As ações avançaram mais de 300% nos dez anos até a oferta da Roche pela empresa, em julho de 2008. O executivo-chefe da Roche, Severin Schwan, afirma que a peça central de sua estratégia de integração é que ele não imporá a cultura ou a forma de fazer negócios da Roche à unidade de biotecnologia, cuja sede fica na Califórnia. "A maioria das empresas acha que a primeira coisa a se fazer depois de uma aquisição é dinamizar tudo", diz Schwan. "Devo dizer, isso acaba com a inovação."

Para manter as ideias fluindo dos laboratórios da Genentech, a Roche manteve quase tudo das operações de pesquisa, incluindo a equipe sênior de comando. Os cientistas da Genentech continuarão a focar-se em pesquisas sobre câncer, imunologia e doenças cerebrais. Para assegurar que os cientistas não fujam do que agora poderia parecer uma grande e burocrática empresa, os pesquisadores preservaram a cultura do tipo "universitária" da Genentech. O programa de pós-doutorado para cientistas novatos ficou intacto, assim como as reuniões de avaliação das quartas-feiras, quando os pesquisadores apresentam seus trab


VER MAIS SOBRE: arquivo


Logotipo Ascoferj

INFORMA

A Ascoferj informa que estará trabalhando de forma semipresencial no mês de janeiro.

 

Segundas, quartas e sextas: atendimento presencial na sede de 8h às 17h.

Terças e quintas: atendimento remoto de 8h às 17h.

Telefones de todos os setores para contato:

– Financeiro – (21) 98272-2882
– Jurídico – (21) 98097-0092
– Regulatório – (21) 98272-2852
– Comunicação – (21) 98272-2867
– DAC/Cursos – (21) 98399-0146
– Central de Negócios – (21) 98293-1816
– Comercial – (21) 98097-0099

Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.