fbpx
Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 4 de outubro de 2012.

GO apresenta seu projeto de logística reversa para o Rio de Janeiro

COMPARTILHE:

""Na sede da Ascoferj e a convite da entidade, o presidente executivo do Sindicato das Indústrias Farmacêuticas no Estado de Goiás (Sindifargo), Marçal Henrique Soares, apresentou o projeto de logística reversa de medicamentos implantado em três cidades do estado há alguns meses. Até 2 de outubro, o projeto, uma iniciativa de toda a cadeia farmacêutica de Goiás, inclusive de autoridades sanitárias e entidades farmacêuticas, contabilizava 65 adesões de farmácias e drogarias em Goiânia; 15 em Aparecida de Goiânia; e 31 em Anápolis. Baseado na simplicidade e na eliminação total de custos para o varejo farmacêutico, os R$ 643 mil investidos neste projeto piloto, denominado "DESCARTE: COLETA DE RESÍDUOS DOMICILIARES DE MEDICAMENTOS POR AMOSTRAGEM SUBSIDIÁRIA AO ACORDO SETORIAL", foram rateados entre indústria, atacado, autoridades sanitárias e prestadores de serviço da área, um esforço conjunto para um bem comum. "Está na hora de se dar as mãos e trabalhar em parceria. Se o Rio não tiver vontade, nada vai acontecer. Aí, em 2013, virá uma norma de cima para baixo, e o estado terá de cumprir sem questionar", alertou Marçal Henrique. Na visão do presidente executivo do Sindifargo, a responsabilidade não é somente da farmácia, devendo ser compartilhada por toda a cadeia. "Temos que ser rápidos para inibir as leis que querem responsabilizar somente o varejo farmacêutico", comentou. O projeto piloto de Goiás, que vai até dezembro, tem como objetivo principal levantar os custos da logística reversa nos moldes em que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) propõe. "Queremos saber quantos quilos serão recolhidos neste piloto para chegarmos ao preço por quilo. Nenhum empresário vai assinar um cheque em branco", disse. O Grupo de Trabalho de Goiás que conduz o projeto colocou à disposição do Rio de Janeiro 300 urnas para coleta de medicamentos vencidos e o software que vem sendo utilizado para fazer o controle, gratuito até dezembro próximo. A ideia é ajudar o estado do Rio a dar os primeiros passos. Rio monta seu grupo de trabalho "" Ao final da palestra, autoridades de toda a cadeia do Rio de Janeiro começaram a montar um grupo de trabalho para conduzir o processo no estado. O grupo será formado por Ascoferj, atacado, Vital Brazil, Visa Rio, Visa Niterói, Anfarmag, Residual, entre outros participantes. Tudo indica que o setor vai dar as mãos para vencer o desafio da logística reversa. A farmacêutica Ilana Souza Nunes, do Instituto Vital Brazil, disse que o projeto de Goiás é perfeito para um pontapé inicial no Rio de Janeiro, mas que é preciso fazer ajustes à realidade local. Maria Lucia, representante da Visa Estadual, também elogiou a iniciativa de Goiás, mas ressaltou que é preciso um estudo para que se crie algo dentro do perfil do estado do Rio. Quem também marcou presença foi a farmacêutica Cristina Germano, da empresa Residual. "Estudar um modelo de urna seguro é um desafio. É preciso criar mecanismos que garantam que a farmácia não vai usar a urna para descartar seus próprios resíduos, em vez dos medicamentos vencidos entregues pela população. São resíduos diferentes e precisam, por isso, de tratamento diferenciado no momento do descarte", ressaltou Cristina. O presidente da Ascoferj, Luis Carlos Marins, fechou o encontro destacando que a Ascoferj assumiu o compromisso de mobilizar a cadeia, mas é necessário haver interesse das partes envolvidas. "A entidade está oferecendo a estrutura, mas tem que haver participação de outras entidades para desenvolvermos o nosso modelo de logística reversa", disse.


VER MAIS SOBRE: arquivo


Logotipo Ascoferj

INFORMA

A Ascoferj informa que está em regime semipresencial.

Segundas, quartas e sextas: atendimento presencial, das 12h às 17h
Terças e quintas: atendimento remoto, das 8h às 17h.

Telefones de todos os setores para contato:

– Financeiro – (21) 98272-2882
– Jurídico – (21) 98097-0092
– Regulatório – (21) 98272-2852
– Comunicação – (21) 98272-2867
– DAC/Cursos – (21) 98399-0146
– Central de Negócios – (21) 98293-1816
– Comercial – (21) 98097-0099
– Relacionamento – (21) 98145-2036

Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.
×