Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 11 de abril de 2016.

Gripe H1N1: Alerta auxilia farmacêuticos na orientação

COMPARTILHE:

O crescente número de casos da gripe H1N1 despertou no CRF-SP a necessidade de alertar os farmacêuticos sobre os cuidados necessários para a orientação adequada e o bem-estar de pacientes com a doença. Nesse momento, as farmácias reforçam seu papel de estabelecimentos de saúde e o farmacêutico de profissional preparado para fornecer informações adequadas.

De acordo com o alerta, a influenza, também conhecida como gripe, é uma infecção do sistema respiratório cujas principais complicações são as pneumonias, responsáveis por um grande número de internações hospitalares no Brasil. A doença inicia-se com febre alta (em geral acima de 38ºC), dor muscular, dor de garganta, dor de cabeça e tosse seca. A febre é o sintoma mais importante e dura em torno de três dias. Os sintomas respiratórios, como a tosse, tornam-se mais evidentes com a progressão da doença e mantêm-se em geral por três a quatro dias após o desaparecimento da febre. Ela pode frequentemente ser confundida com outras viroses respiratórias, por isso o seu diagnóstico deve ser feito mediante exame laboratorial específico.

Entre outras informações, o alerta destaca também informações sobre o tratamento com o único medicamento recomendado e que deve ser utilizado sob prescrição médica, o oseltamivir.

Clique e confira o alerta na íntegra

Fonte: Assessoria de Comunicação CRF-SP



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.