Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 14 de maio de 2010.

Lucro Líquido da Profarma cresce 15,1% no primeiro trimestre de 2010

COMPARTILHE:

Profarma

Receita Bruta atinge R$ 766 milhões, um aumento de 15,8%.

A Profarma Distribuidora de Produtos Farmacêuticos, uma das líderes da distribuição atacadista de produtos farmacêuticos, higiene pessoal e cosméticos do país, registrou um lucro líquido de R$ 7,8 milhões no primeiro trimestre de 2010, um crescimento de 15,1% em comparação com o mesmo período do ano anterior.

A receita bruta atingiu R$ 766 milhões de janeiro a março de 2010, um aumento de 15,8% em relação aos três primeiros meses de 2009. O destaque foi o segmento de genéricos, que aumentou 74,6%, passando de R$ 29,5 milhões para R$ 51,6 milhões, na mesma base de comparação. Outro destaque foi o segmento de perfumaria que começou a mostrar sinais de recuperação, com crescimento de 15,4% no trimestre, depois de quase três trimestres sem apresentar evolução.

A melhor performance em termos geográficos neste primeiro trimestre de 2010 foi a da região Centro-Oeste, que apresentou um crescimento de 38,2% na comparação com o mesmo período do ano passado.

Para Max Fischer, Diretor Financeiro e de Relações com Investidores da Profarma, esses números positivos são decorrentes do planejamento colocado em prática pela empresa.

“Os resultados favoráveis do primeiro trimestre de 2010 confirmam a consistência da nossa estratégia. Ainda durante os meses de fevereiro e março, investimos em estoques adicionais para realizar ganhos relativos ao aumento de preço anual ocorrido em 31 de março, cuja média foi 4,5%, sendo responsável pelo aumento de 6,6 dias no nível de estoques da Companhia. Os impactos positivos deste investimento irão se refletir ao longo do segundo trimestre de 2010”, explicou.

O EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da Profarma no primeiro trimestre de 2010 foi de R$ 17,9 milhões, um crescimento de 4,6% em relação ao mesmo período do ano passado.

“Estes resultados apresentados confirmaram a evolução operacional que a Companhia vem demonstrando consistentemente ao longo dos últimos trimestres, reforçando o foco da Profarma na execução de sua estratégia de crescimento”, ressalta Fischer.

Mercado de ações

No primeiro trimestre deste ano, as ações da Profarma obtiveram uma valorização acima da registrada pelo Ibovespa, o principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo, que atingiu crescimento de 2,6%. Os papéis da Profarma se valorizaram em 12,4% comparados ao valor alcançado em 30 de dezembro de 2009.

“O volume financeiro das ações da Profarma negociadas na BM&FBovespa aumentou 100% desde o fim do primeiro trimestre de 2009, passando de R$ 600 mil para R$ 1,2 milhão no final de março de 2010”, finaliza Fischer.


VER MAIS SOBRE: arquivo


Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.