Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 10 de fevereiro de 2014.

Medicamentos genéricos custam até três vezes menos

COMPARTILHE:

A diferença de um medicamento de referência para um genérico pode ser de até três vezes. Em levantamento realizado pelo Jornal de Limeira, no mesmo estabelecimento, é possível encontrar, por exemplo, a Novalgina em gotas (analgésico e antitérmico) por R$ 16, e o genérico por R$ 5. Em outra farmácia, o Voltaren em comprimidos (anti-inflamatório e antirreumático) é vendido por R$ 26,50 e o seu genérico, por R$ 9. O Cataflan em comprimidos, também anti-inflamatório, pode ser encontrado por R$ 26,25, já em outro estabelecimento, o genérico sai por R$ 8. Em outros casos, a diferença dos medicamentos de referência chega a 50%. O Tylenol em gotas, utilizado como analgésico e antitérmico, pode ser adquirido em uma farmácia por R$ 14,15, e o seu genérico, pode ser encontrado por R$ 6,50. A pesquisa, que levou em consideração sete medicamentos diferentes, foi realizada em cinco farmácias de Limeira e levou em consideração várias marcas de genéricos. Segundo o presidente da Associação de Farmácias e Drogarias de Limeira (AFAL), João Francisco Maciel, o medicamento genérico precisa ser vendido, no mínimo, 30% mais barato quando comparado ao medicamento de referência. Ainda de acordo com o presidente, os medicamentos de referência precisam passar por pesquisas e testes antes de serem lançados no mercado. "O genérico é uma cópia do medicamento de referência, mas só pode entrar no mercado após 10 anos da patente do medicamento de referência para cobrir os custos de pesquisa e testes feitos", explica Maciel Fonte: Jornal de Limeira


VER MAIS SOBRE: arquivo


Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.