Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 28 de julho de 2010.

Menos medicamentos genéricos chegam às farmácias

COMPARTILHE:

Jornal da Tarde

O ritmo de registros de novos medicamentos genéricos caiu em 2010. Foram 84 até o início do mês e a expectativa do mercado é que o volume não deve chegar aos 295 do ano passado. Os dados são da Associação Brasileira das Indústrias de Medicamentos Genéricos (Pró Genéricos). Apesar do número menor, medicamentos de grande procura devem chegar ao consumidor ainda este ano, como foi o caso do genérico do Viagra.

O presidente da associação de fabricantes, Odnir Finotti, explica que a queda de registros de medicamentos é um movimento natural do mercado. "A tendência é que daqui para frente haja um número reduzido de registros, pois o maior volume de medicamentos que tinha grande interesse do público consumidor já teve o prazo de patente expirado e já está no mercado como genérico", afirma.

Hoje são 2.951 medicamentos genéricos no mercado, que de acordo com Finotti, cobrem 90% das doenças. "A indústria continua acompanhando o prazo das patentes", comenta ele.

Mesmo com o ritmo menor de registro de medicamentos com patentes liberadas, o mercado de genéricos apresentou crescimento de 31,3% em vendas de unidades – de 71,4 milhões para 93,8 milhões – no primeiro trimestre deste ano em relação ao mesmo período de 2009. Quanto ao faturamento, a alta foi de 76,1% na comparação entre os trimestres – de US$ 407,2 milhões no três primeiros meses de 2009 para US$ 717,1 milhões de janeiro a março de 2010.


VER MAIS SOBRE: arquivo


Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.