Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 1 de junho de 2009.

Novo estudo mostra a eficácia da Dutasterida na prevenção do câncer de próstata

COMPARTILHE:

Approach

Resultados preliminares da pesquisa em andamento foram apresentados no Congresso de Urologia Americano

De acordo com os resultados iniciais de um estudo científico que está sendo realizado nos Estados Unidos há quatro anos, surge uma nova esperança na prevenção do câncer de próstata, apontado como sendo o mais letal entre os homens. Dados preliminares da pesquisa sobre o medicamento Avodart®, da GlaxoSmithKline, indicado para o tratamento da HPB (Hiperplasia Prostática Benigna), foi apresentada pela primeira vez no Congresso de Urologia Americano (AUA – American Urological Association), realizado no final de abril, em Chicago.

O estudo, que está previsto para ser publicado no fim deste ano ou no início de 2010, em revistas de grande impacto nas áreas de Urologia e Oncologia, avaliou pacientes que apresentaram níveis de PSA acima de 2,5% e se submeteram à biópsia, o que indica a predisposição genética para desenvolver o câncer de próstata.

Investigadores de todas as partes do mundo acompanharam o tratamento de 8 mil homens, selecionados a partir de uma série de critérios, entre eles, pacientes predominantemente brancos, com histórico familiar de cancro de próstata, com idade entre 50 e 75 anos, que apresentaram volume de próstata aumentado e resultados de biópsia negativos nos seis meses anteriores ao início da avaliação.

Denominado REDUCE, este estudo inédito e pioneiro da GSK, aguarda a indicação do Prostate Cancer Risk (PCa RR) como sendo a primeira tentativa de reduzir a incidência do câncer de próstata numa população de alto risco por meio de um medicamento (dutasterida).

“Os resultados do REDUCE são muito positivos, tendo em vista que o câncer de próstata é a principal causa de morte em homens com mais de 50 anos de idade”, considera o Dr. Bernardo S. Gaia, gerente médico da GSK. Cerca de 840 mil homens são diagnosticados com câncer de próstata no mundo inteiro a cada ano. O mal é responsável por mais de 221 mil mortes, o equivalente a um óbito a cada dois minutos. “Os índices de mortalidade apontam a real necessidade do estudo em tela, já que, atualmente, não existe uma medicação específica para reduzir o risco de desenvolver o câncer de próstata”.

Sobre Avodart® (dutasterida)

Avodart® é utilizado no tratamento de homens que apresentam um aumento no número de células sem malignidade da próstata, conhecido como HPB (Hiperplasia Prostática Benigna) que é caracterizada, principalmente, pelo crescimento do volume da próstata, ocasionado pela produção excessiva da hormona dihidrotestosterona. Sua principal substância ativa é a dutasterida, denominada uma substância inibidora da 5-αlfa redutase, atuando diretamente na causa da patogênese. “A diferença no tratamento com a dutasterida é que a substância atua diretamente nas células atingidas, impedindo sua proliferação”, afirma o médico.

O crescimento da próstata pode levar a distúrbios urinários, tais como dificuldade na passagem da urina e necessidade mais frequente de esvaziar a bexiga. Pode também determinar um fluxo urinário mais lento e menos forte. Sem o tratamento adequado, o paciente corre o risco do bloqueio completo da urina, o que leva a um quadro de retenção urinária aguda, situa&cc


VER MAIS SOBRE: arquivo


Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.