OMS atualiza cepas da vacina contra gripe

shutterstock
shutterstock
shutterstock

A Organização Mundial de Saúde (OMS) divulgou a recomendação das cepas (tipos de vírus) que devem compor as vacinas de Influenza para o Hemisfério Sul no ano de 2019. Em relação ao ano anterior, as vacinas trivalentes e quadrivalentes tiveram alteração nas cepas A/H3N2 e B, conforme destacado em vermelho. Veja abaixo.

Cepas recomendadas para a vacina trivalente na temporada do Hemisfério Sul 2018 x 2019

Recomendação de cepas para Hemisfério Sul – 2018 Recomendação de cepas para Hemisfério Sul – 2019
A/Michigan/45/2015 (H1N1)pdm09 A/Michigan/45/2015 (H1N1)pdm09
A/Singapore/INFIMH-16-0019/2016 (H3N2) A/Switzerland/8060/2017 (H3N2)-like virus;
B/Phuket/3073/2013 (Yamagata) B/Colorado/06/2017-like virus (B/Victoria/2/87 lineage)

 

Cepas recomendas para a vacina quadrivalente na temporada do Hemisfério Sul 2018 x 2019

Recomendação de cepas para Hemisfério Sul – 2018 Recomendação de cepas para Hemisfério Sul – 2019
A/Michigan/45/2015 (H1N1)pdm09 A/Michigan/45/2015 (H1N1)pdm09
A/Singapore/INFIMH-16-0019/2016 (H3N2)  A/Switzerland/8060/2017 (H3N2)-like virus;
B/Phuket/3073/2013 (Yamagata) B/Phuket/3073/2013 (Yamagata)
B/Brisbane/60/2008 (Victoria) B/Colorado/06/2017-like virus (B/Victoria/2/87 lineage)

 

Os vírus da gripe sofrem mutações constantemente, por isso é necessário atualizar as vacinas todos os anos.  Somente poderão ser produzidas e comercializadas as vacinas que estiverem de acordo com as novas especificações. Aquelas atualmente comercializadas ou fabricadas fora destas recomendações não deverão ser utilizadas na próxima temporada de influenza (2019).

Levando em consideração que a circulação do vírus influenza é imprevisível, a forma mais efetiva de se prevenir contra a doença é a vacinação. No entanto, nem todas as vacinas tem ampla proteção contra os dois tipos de vírus B, que podem ser responsáveis por grande parte dos casos de gripe. A influenza B representa cerca de 25% das cepas circulantes e causa epidemias, aproximadamente, a cada 2 a 4 anos, segundo estudos.

A vacina influenza trivalente contém duas cepas A e uma B, enquanto que a vacina quadrivalente proporciona ampla proteção, pois contém uma cepa B adicional, (duas A e duas B). Nas campanhas nacionais de imunização, são utilizadas as vacinas trivalentes. As vacinas quadrivalentes estão disponíveis no Brasil desde 2015 em clínicas particulares e em campanhas realizadas dentro de empresas que oferecem o benefício da vacinação para os funcionários.

Fonte: OMS

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Receba as principais notícias direto no celular

Sala de imprensa

Esta é uma área dedicada especialmente para o atendimento à imprensa e com acessos aos nossos releases.

Receba nossa newsletter

Para notícias e ofertas exclusivas, digite seu e-mail abaixo.

Um programa para você ficar sempre bem informado

Logotipo Ascoferj

INFORMA

A Ascoferj informa que está em regime semipresencial.

Segundas, quartas e sextas: atendimento presencial, das 8h às 17h
Terças e quintas: atendimento remoto, das 8h às 17h.

Telefones de todos os setores para contato:

– Financeiro – (21) 98272-2882
– Jurídico – (21) 98097-0092
– Regulatório – (21) 98272-2852
– Comunicação – (21) 98272-2867
– DAC/Cursos – (21) 98399-0146
– Central de Negócios – (21) 98293-1816
– Comercial – (21) 98097-0099

Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.
×