Reajuste dos remédios supera a inflação

Enquanto a prévia da inflação oficial acumulou alta de 8,95% nos últimos 12 meses terminados em meados de agosto, a inflação dos produtos farmacêuticos chegou a 12,86%.
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Enquanto a prévia da inflação oficial, medida pelo IPCA-15, acumulou alta de 8,95% nos últimos 12 meses terminados em meados de agosto, a inflação dos produtos farmacêuticos chegou a 12,86%.

O reajuste do preço dos remédios é controlado pelo governo, que define um índice máximo a ser aplicado. Em abril, a Cmed (Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos) autorizou um índice de aumento de até 12,5% neste ano.

Porém, segundo o levantamento do IBGE, alguns medicamentos tiveram altas superiores. É o caso dos gastroprotetores, remédios para tratamento de gastrite, que ficaram 15,29% mais caros no período. Anti-inflamatórios, remédios para controle de apetite, vitaminas, analgésicos e antigripais também tiveram altas superiores ao limite permitido.

Fonte: Agora São Paulo Online

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Receba as principais notícias direto no celular

Sala de imprensa

Esta é uma área dedicada especialmente para o atendimento à imprensa e com acessos aos nossos releases.

Receba nossa newsletter

Para notícias e ofertas exclusivas, digite seu e-mail abaixo.

Um programa para você ficar sempre bem informado

Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.
×