Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 13 de dezembro de 2010.

Regras para antibióticos podem confundir

COMPARTILHE:

Guia da Farmácia

As regras para a venda de antibióticos, em vigor há mais de duas semanas, ainda confundem o setor farmacêutico. A análise foi realizada por uma reportagem da Folha de São Paulo, que ainda divulgou que, marcado para o último sábado (11/12), um simpósio organizado pelo Conselho Regional de Farmácia de São Paulo discutiu os problemas de aplicação da norma no dia a dia dos estabelecimentos. Participaram do evento representantes das farmácias de manipulação, dos distribuidores de medicamentos, do comércio e dos médicos. No local, um dos pontos em discussão foi a exigência de retenção de receita para medicamentos de uso tópico, como pomadas e cremes antimicrobianos. A norma diz que fórmulas com uma das 93 substâncias listadas na regulamentação precisam da retenção. Muitas dessas substâncias são usadas em pomadas que até agora prescindiam de receita. Ainda segundo a reportagem, ontem, a coordenadora de produtos controlados da Agênca Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Marcia Gonçalves Oliveira, afirmou que os medicamentos que eram vendidos sem receita antes da resolução vão continuar assim. Mesmo assim, o conselho de farmácia e a Associação Nacional das Farmácias Magistrais estão pedindo a exclusão da lista das substâncias usadas em pomadas.


VER MAIS SOBRE: arquivo


Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.