Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 7 de junho de 2010.

Remédios tiveram as principais altas de custo em maio

COMPARTILHE:

Campo Grande News

No mês de maio a inflação em Campo Grande foi de 0,25%, bem menor que de abril, de 0,49%, conforme mostra o Índice de Preços ao Consumidor divulgado pelo Núcleo de Estudos e Pesquisas Econômicas e Sociais da Universidade Anhanguera-Uniderp.

“Os aumentos dos produtos e serviços dos grupos Saúde, Alimentação e Habitação foram os responsáveis pela elevação da inflação em maio”, destaca o coordenador do Nepes, professor Celso Correia de Souza.

O aumento médio de 1,52% nos preços de produtos do grupo Saúde foi o que mais contribuiu para a inflação do mês passado. Foram registradas elevações significativas nos itens: antidiabético, com 10,87% de elevação, hipotensor e hipocolesterínico, com 8,75%, e anti-inflamatório e antirreumático, com 5,99%.

Em relação à inflação acumulada nos últimos 12 meses, destacam-se os grupos Educação, com 7,28%, Saúde, com 6,99% e Alimentação, com 5,57%.


VER MAIS SOBRE: arquivo


Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.