fbpx
Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 2 de julho de 2009.

Terapia comportamental e medicamentos são eficazes contra depressão infanto juvenil

COMPARTILHE:

Portal Farmácia

A terapia comportamental é uma boa pedida para tratar a depressão de crianças e adolescentes, bem como o tratamento à base de remédios. A associação das duas técnicas, contudo, traz resultados mais rápidos e com menos chances de recaídas.

Assim concluiu um estudo recente realizado a partir de um levantamento financiado pelo Instituto de Saúde Mental dos Estados Unidos, com 439 crianças e adolescentes entre 12 e 17 anos.

De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), a taxa de depressão infantojuvenil vem crescendo em todo o mundo. Na faixa etária entre seis e 16 anos, por exemplo, ela passou de 4,5% para 8% na última década. A violência urbana, o excesso de atividades na agenda diária e a falta de espaço para o lazer são apontados como os principais fatores.

O trabalho envolveu 13 instituições norte-americanas e testou os três seguintes tipos de tratamento: terapia cognitivo-comportamental, antidepressivo (fluoxetina) e a associação de ambos. Ao final das 36 semanas, a taxa de eficácia dos três foi parecida, chegando a aproximadamente 60%.

No entanto, até a 18ª semana, a combinação de terapia comportamental e de remédio foi melhor do que a chamada monoterapia. As taxas de remissão (ausência de sintomas da depressão) foram de 56% (tratamento combinado) contra 37% (remédio) e 27% (terapia).

O psiquiatra infantil Fábio Barbirato, em entrevista à Folha de São Paulo, explicou que a mensagem do estudo é que os médicos não devem desistir de tratar crianças e adolescentes deprimidos. “Muitos acabam sendo expostos a um tratamento ineficaz e que traz riscos à saúde por conta de diagnósticos errados, baseados em mitos.” Ressalta ainda que a terapia associada à medicação diminui as chances de recaída.

Barbirato acredita que a polêmica que ainda existe em torno do uso de antidepressivo em crianças “é coisa de profissional que não está bem atualizado e que vai contra tudo o que existe de mais atual.”


VER MAIS SOBRE: arquivo


Logotipo Ascoferj

INFORMA

A Ascoferj informa que está em regime semipresencial.

Segundas, quartas e sextas: atendimento presencial, das 12h às 17h
Terças e quintas: atendimento remoto, das 8h às 17h.

Telefones de todos os setores para contato:

– Financeiro – (21) 98272-2882
– Jurídico – (21) 98097-0092
– Regulatório – (21) 98272-2852
– Comunicação – (21) 98272-2867
– DAC/Cursos – (21) 98399-0146
– Central de Negócios – (21) 98293-1816
– Comercial – (21) 98097-0099
– Relacionamento – (21) 98145-2036

Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.
×