Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 10 de maio de 2011.

Veja a cobertura completa da Expo Pharma 2011

COMPARTILHE:

Ascoferj

A Ascoferj participou da Expo Pharma 2011, feira de negócios do varejo farmacêutico que aconteceu de 4 a 6 de maio, no Centro de Convenções SulAmérica, no Rio de Janeiro.

O estande da associação ofereceu palestras gratuitas com consultores sobre temas como direitos do consumidor, legislação sanitária, inovação tecnológica e finanças. Além disso, aproveitou a ocasião para divulgar os serviços e benefícios oferecidos para farmácias e drogarias que se tornam associadas.

Vídeo mostra estande da Ascoferj na Expo Pharma 2011

Veja trecho de palestra no estande da Ascoferj

O presidente da Ascoferj fez questão de visitar os estandes das redes associativistas que marcaram presença na feira: CityFarma, Viva Mais, Ofertão e Guanabara, esta última em seu primeiro ano de mercado.

A Ofertão fará 10 anos em 2012 e foi à feira pelo segundo ano consecutivo na expectativa de captar novos associados. Segundo o diretor João Alvim, a rede optou por não fazer eventos no estande para dar mais atenção aos empresários interessados em conhecer as vantagens do associativismo. Na edição de 2010 da feira, a rede levou artistas e promoveu atrações.

A rede Guanabara, com quase um ano de existência, foi lançada em 2010 durante a Expo Pharma e, atualmente, tem representantes nos bairros cariocas do Grajaú, Penha e Piedade.

A CityFarma completou 15 anos no dia 5 de maio e comemorou com os associados durante a feira.

Ano passado, a Viva Mais prospectou 15 empresas e fechou parceria com oito. “Nossos associados buscam benefícios nas negociações, inclusive com as operadoras de cartão de crédito, obtendo taxas menores”, comentou Ana Paula Colchete, gestora da rede.

Segundo a organização do evento, os expositores aprovaram por unanimidade o local onde a feira deste ano foi montada. O Centro de Convenções SulAmérica é próximo ao aeroporto Santos Dumont, ao metrô e à Rodoviária Novo Rio.

Congresso tem palestras para empresários e farmacêuticos
Nas últimas edições, a Expo Pharma vem diversificando o foco do evento. Tradicionalmente, a feira continua voltada para proprietários de farmácias e drogarias. Por outro lado, o congresso ampliou significativamente o quadro de palestras direcionadas a farmacêuticos. De acordo com os organizadores, cerca de 300 pessoas, entre acadêmicos e profissionais, participaram do congresso.

Algumas participações se destacaram, como a do português Jorge Manuel Gonçalves Aperta, convidado internacional. Aperta é especialista em Farmácia Hospitalar e membro da Infarmed, órgão equivalente à Anvisa no Brasil.

A palestra de Aperta apresentou características e especificidades do setor de saúde em Portugal, enfocando aspectos da assistência farmacêutica. O farmacêutico frisou que a farmácia tem papel fundamental na adesão do paciente crônico ao tratamento farmacoterapêutico. Durante sua apresentação, destacou que é necessário reconhecer o farmacêutico como agente de saúde e promover a junção do seguimento do doente com o negócio.

Veja trecho da palestra

Segundo Jorge Aperta, no Brasil, a farmácia comunitária, em função de sua capilaridade, está muita próxima do paciente, fato que justifica um maior envolvimento dela na adesão do doente crônico ao uso correto do medicamento.

Painel reúne nomes de peso
Ainda no primeiro dia, um painel reuniu representantes da Anvisa, Conselho Federal de Farmácia, Abrafarma, ABCFarma e Abradilan. Os convidados apresentaram suas visões sobre como a farmácia pode atuar como um instrumento de adesão do paciente ao tratamento.

Maria Eugênia Cury, da Anvisa, defendeu que os programas Farmácia Popular e Farmácias Notificadoras contribuem com essa proposta. Incluiu também as duas RDC’s 44, uma de 2009, que institui as Boas Práticas Farmacêuticas, e outra de 2010, que regulamenta a venda de antibióticos no país.

O ponto de vista do presidente da Abrafarma, Sergio Mena Barreto, é o de um Brasil em construção. “O país, o SUS, o varejo estão em construção daquilo que cremos ser uma estrutura adequada para atender a população nos próximos 30 anos”, falou.

Conhecimentos técnicos e gerenciais
As palestras do 3º Congresso Científico do Mercado Farmacêutico giraram em torno dos conhecimentos técnicos e gerenciais que os profissionais da farmácia, inclusive proprietários, devem possuir para cumprir suas funções com qualidade e resultado.

Paulo Caruso, consultor em varejo, mencionou o momento de incertezas que a economia brasileira está vivendo, com a ameaça do retorno da inflação. Por isso, reforçou que o planejamento é a base de tudo, pois ameniza os riscos aos quais as empresas estão sujeitas. O ideal é reunir o aprendizado acadêmico com a experiência executiva.

Fernando Gameleira, que também palestrou no congresso, falou sobre as mudanças tributárias e os seus impactos no mercado farmacêutico. “É possível crescer cumprindo todas as obrigações legais. A informalidade é menos trabalhosa, mas a empresa não consegue evoluir”, alerta.

O congresso teve palestras sobre erros de medicação, interações medicamentosas, exames laboratoriais, farmácia clínica em oncologia, atenção farmacêutica a pacientes idosos, estratégias de marketing, e-commerce, entre outros assuntos.

A feira foi organizada pela Open Brasil. Já o congresso, pelo CETE. A Ascoferj apoiou o evento.

"" "" "" "" "" "" "" "" "" "" "" "" "" "" "" "" "" "" ""


VER MAIS SOBRE: arquivo


Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.