Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 12 de agosto de 2014.

Vendas nada genéricas

COMPARTILHE:

Três categorias de medicamentos mais sofisticados já representam quase 30% das vendas de genéricos do Brasil, somando R$ 4,1 bilhões no período de 12 meses terminado em junho, segundo Telma Salles, presidente da PróGenéricos, a associação que representa os laboratórios brasileiros desse segmento. Os antilipêmicos (para o controle do colesterol), os antidiabéticos e os anti-hipertensivos tiveram grande crescimento de vendas nos últimos quatro anos. No caso dos remédios para colesterol, a participação das versões genéricas dobrou, de 20,2%, em junho de 2010, para 40,6% das unidades vendidas, em junho deste ano. Entre os anti-hipertensivos, a fatia dos genéricos saltou de 38,6% para 54,6%, enquanto os antidiabéticos tiveram um ritmo menor, de 38% para 41,3%. O mercado nacional de genéricos, que movimentou R$ 14 bilhões, em 12 meses, é liderado pela EMS, com 31% de participação, seguida pela Medley ( 19,3%) e pela Hypermarcas (12,6%). Fonte: ePharma


VER MAIS SOBRE: arquivo


Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.