Transtornos mentais podem afetar a saúde física e devem ser levados a sério

Saúde mental é tema de Janeiro Branco
Foto: freepik
Saúde mental é tema de Janeiro Branco
Foto: freepik

A rotina da população vem sendo alterada drasticamente ao longo dos últimos dois anos devido à Covid-19. O impacto desse cenário mundial na saúde mental é enorme, e é preciso ter cuidado para que transtornos como ansiedade e depressão sejam tratados e não afetem até mesmo a saúde física.

“Este período tornou tudo mais complicado. Afinal, o distanciamento social, o trabalho remoto e a impossibilidade de sair de casa forçaram muitas pessoas a ter que encarar situações das quais antes conseguiam se blindar de alguma maneira”, comenta a psiquiatra do Hospital Brasília/Dasa Carolina Taira.

Janeiro Branco

Para destacar a importância de cuidar da saúde mental, o Janeiro Branco foi criado. É preciso entender que, muitas vezes, a causa dos transtornos psicológicos não é bem definida, podendo ir desde fatores biológicos até experiências de vida. Alguns desses fatores são ansiedade, depressão, transtorno bipolar, esquizofrenia e distúrbios alimentares.

Além do sofrimento psíquico, os transtornos podem causar sintomas físicos. Por exemplo, a ansiedade pode gerar palpitações e dificuldade de respirar. Em muitos casos, os pacientes podem buscar atendimento médico para tratar esses sintomas sem saber que sua origem pode ser psicológica.

Sintomas no corpo

Além desses sintomas, os transtornos mentais podem ter efeitos negativos em outros sistemas do corpo, como o endócrino. “Distúrbios alimentares como anorexia podem ter impacto importante na produção de hormônios sexuais, por exemplo, levando à ausência de menstruação nas mulheres. O estresse pode aumentar os níveis de cortisol, mas não chega a causar um hipercortisolismo. A ansiedade e a depressão associadas a mudanças de padrão de sono podem interferir no ciclo circadiano e, consequentemente, atrapalhar a pulsatilidade de diversos hormônios”, explica Fernanda Lopes, endocrinologista e pediatra do Exame Imagem e Laboratório/Dasa.

Cuidando da saúde mental

Um dos passos mais importantes é obter ajuda profissional, através da análise e do acompanhamento com o psicanalista, psiquiatra ou psicólogo. Os especialistas serão capazes de intervir no quadro da maneira correta, desenvolvendo habilidades de enfrentamento.

Além disso, conectar-se com outras pessoas, tentando ao máximo ter atitude positiva, estar fisicamente ativo, buscar apoio e dormir o suficiente também são comportamentos que podem fazer a diferença.

Veja também: Hábitos saudáveis na juventude ajudam na prevenção de doenças oculares

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias

Receba as principais notícias direto no celular

Sala de imprensa

Esta é uma área dedicada especialmente para o atendimento à imprensa e com acessos aos nossos releases.

Receba nossa newsletter

Para notícias e ofertas exclusivas, digite seu e-mail abaixo.

Um programa para você ficar sempre bem informado

Talvez se interesse por:

Saiba onde encontrar o número da matrícula

Todo associado, além do CNPJ, possui um número de matrícula que o identifica na Ascoferj. Abaixo, mostramos onde encontrá-lo no boleto bancário. Você vai precisar dele para seguir em frente com a inscrição.

BOLETO BANCÁRIO BRADESCO

Encontre em “Sacador / Avalista”.

boleto bradesco contribuição

BOLETO BANCÁRIO SANTANDER

Encontre em “Sacador/Avalista”.

boleto santander contribuição
Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.
×