Impacto da pandemia no negócio das farmácias de manipulação

Impacto da pandemia nas farmácias de manipulação
Foto: freepik
Impacto da pandemia nas farmácias de manipulação
Foto: freepik

A Associação Nacional de Farmacêuticos Magistrais (Anfarmag) realizou levantamentos mensais junto aos proprietários das suas farmácias de manipulação associadas entre março e dezembro de 2020, tendo recebido cerca de duas mil respostas no total. Os resultados mostram o papel fundamental do segmento dentro do contexto de prestação de serviços de saúde essenciais.

Durante a pandemia, apesar das muitas adversidades, as farmácias magistrais vêm sendo muito demandadas pela sociedade. “As farmácias de manipulação tanto atuaram para suprir a população de produtos e medicamentos que ficaram mais escassos no mercado, como tiveram participação ativa junto a médicos e outros profissionais de saúde no desenvolvimento de fórmulas sob medida para pacientes entubados e na atenção a pacientes crônicos ou agudos que não podiam ser desassistidos”, explica o diretor executivo da entidade, Marco Fiaschetti.

Resultados

O mês mais difícil foi abril, quando 63% dos empresários relataram uma redução no volume de fórmulas vendidas. Contudo, a reação foi rápida e, de maio em diante, passaram a relatar crescimento desse indicador. O melhor mês foi julho, quando 75% apontaram aumento nas vendas.

Empregos

A maioria das empresas manteve estável o quadro de funcionários ao longo dos meses, sendo que, no pior mês (março), 20,4% precisaram demitir ao menos um colaborador. De maio em diante, as empresas começaram a contratar novos funcionários. Em julho, as empresas que afirmaram ter realizado uma ou mais contratações somavam 31%.

Para evitar demissões e minimizar os riscos de contaminação, parte das farmácias adotaram medidas especiais, como concessão de férias, redução da jornada de trabalho, suspensão temporária de parte ou toda a equipe e adoção de turnos de 12 horas por 36 horas.

Desafios

Nos dois primeiros meses do levantamento, a queda das vendas do faturamento e a disponibilidade e o preço dos insumos eram os principais desafios do setor. Em setembro, 61,7% dos empresários se preocupava apenas com a disponibilidade e os preços dos medicamentos.

Veja também: Farmácias de manipulação se reinventam durante período de isolamento social

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

Receba as principais notícias direto no celular

Sala de imprensa

Esta é uma área dedicada especialmente para o atendimento à imprensa e com acessos aos nossos releases.

Receba nossa newsletter

Para notícias e ofertas exclusivas, digite seu e-mail abaixo.

Um programa para você ficar sempre bem informado

Talvez se interesse por:

Logotipo Ascoferj

INFORMA

A Ascoferj informa que está em regime semipresencial.

Segundas, quartas e sextas: atendimento presencial, das 8h às 17h
Terças e quintas: atendimento remoto, das 8h às 17h.

Telefones de todos os setores para contato:

– Financeiro – (21) 98272-2882
– Jurídico – (21) 98097-0092
– Regulatório – (21) 98272-2852
– Comunicação – (21) 98272-2867
– DAC/Cursos – (21) 98399-0146
– Central de Negócios – (21) 98293-1816
– Comercial – (21) 98097-0099

Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.
×