Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 23 de fevereiro de 2011.

Bayer amplia presença entre emergentes

COMPARTILHE:

ABCFARMA

A Bayer HealthCare Pharmaceuticals, braço do grupo Bayer no segmento farmacêutico, planeja estar entre as cinco maiores empresas do setor nos mercados dos países emergentes, grupo no qual o Brasil está inserido. Atualmente a empresa ocupa a posição de número 7.

Segundo Andreas Fibig, presidente mundial da companhia, o Brasil, depois da China, é o país mais importante no ranking de investimentos da Bayer entre os emergentes. "Para alcançarmos nossos objetivos, vamos investir em lançamentos de medicamentos e também em inovação", diz. Neste ano, cinco novos produtos da Bayer devem chegar aos mercados emergentes, mas mais de 60 medicamentos estão em estudos.

Os países emergentes representam atualmente 20% das vendas totais da companhia no mundo. Com a expansão estimada nesse mercado, o faturamento deve crescer dois dígitos a cada ano. Alguns segmentos, no entanto, já são destaques nesse grupo de países. O Brasil, por exemplo, é o número um dentro da Bayer em produção de pílulas contraceptivas. Cerca de 2,5 bilhões de pílulas são produzidas anualmente. Do montante, mais de 40% vão para a exportação.

Brasil

Segundo Theo van der Loo, presidente do grupo Bayer no Brasil, o volume de exportação das pílulas anticoncepcionais gera para a filial no Brasil mais de US$ 120 milhões em receita. "O segmento voltado para mulher representa 60% das vendas da Bayer no Brasil", afirma o executivo.

Segundo dados do IMS Health, o Brasil é, desde 2004, o décimo país no mundo no segmento farmacêutico e, até 2015, deve ocupar a sexta posição em âmbito global.


VER MAIS SOBRE: arquivo


Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.