Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 8 de janeiro de 2010.

Brasileiros ignoram riscos da automedicação com colírio

COMPARTILHE:

Saúde & Lazer

Estudo aponta que o uso do medicamento sem prescrição médica é maior no verão

Um estudo inédito realizado pelo oftalmologista Leôncio Queiroz Neto, do Instituto Penido Burnier, em Campinas, mostra que quatro em cada 10 pessoas usam colírio sem receita médica durante o verão. Segundo o especialista, esses pacientes com desconforto visual chegam à consulta médica usando colírio por conta própria, sendo que no restante do ano essa incidência cai para 30%. Para ele, o brasileiro não trata o colírio como um medicamento, já que, independentemente da fórmula, gera sensação de alívio imediato e aumenta a lubrificação da superfície ocular.

O tipo de colírio mais usado pelos pacientes que se automedicam é o vasoconstritor, cujo uso prolongado predispõe à catarata precoce e pode mascarar doenças, levando a complicações visuais. Além disso, Queiroz Neto adverte que o uso compartilhado do colírio deve ser evitado, uma vez que possibilita a contaminação cruzada.


VER MAIS SOBRE: arquivo


Logotipo Ascoferj

INFORMA

A Ascoferj informa que estará trabalhando de forma semipresencial no mês de janeiro.

 

Segundas, quartas e sextas: atendimento presencial na sede de 8h às 17h.

Terças e quintas: atendimento remoto de 8h às 17h.

Telefones de todos os setores para contato:

– Financeiro – (21) 98272-2882
– Jurídico – (21) 98097-0092
– Regulatório – (21) 98272-2852
– Comunicação – (21) 98272-2867
– DAC/Cursos – (21) 98399-0146
– Central de Negócios – (21) 98293-1816
– Comercial – (21) 98097-0099

Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.