Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 28 de dezembro de 2011.

Chega ao mercado novo anticoagulante oral

COMPARTILHE:

Fator Brasil

Já está disponível no Brasil o medicamento Eliquis (apixabana), aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) em julho de 2011. Trata-se de um anticoagulante oral indicado para a prevenção de tromboembolismo venoso (TEV) em pacientes adultos submetidos à cirurgia de prótese de joelho e quadril. Fruto de uma parceria entre os laboratórios Bristol-Myers Squibb e Pfizer, Eliquis já está aprovado em 27 países europeus, após liberação pela EMEA (Comissão que aprova medicamentos na Europa).

Por ser um medicamento oral, o paciente que passou pelas cirurgias ortopédicas não precisará realizar o tratamento com injeções periódicas, que podem causar desconforto e a não aderência à terapia. Eliquis age de forma rápida no organismo (3 a 4 horas após a ingestão do comprimido) e pode ser iniciado entre 12 a 24 horas depois da cirurgia. Sua dose possibilita um intervalo de tempo adequado para que o médico observe e estabilize os pacientes pós-cirúrgicos.

Segundo dados da Universidade Estadual Paulista (UNESP), a incidência de TEV no Brasil é de 0,6 casos para cada mil habitantes e compreende duas manifestações: a trombose venosa profunda (TVP), que ocorre quando há a formação de coágulos nas veias profundas dos membros inferiores ou pelve; e a embolia pulmonar (EP), que surge quando os coágulos se desprendem dos membros inferiores, caem na circulação e migram para os pulmões, podendo levar ao bloqueio parcial ou total das artérias, chegando até a casos de morte.


VER MAIS SOBRE: arquivo


Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.