Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 8 de janeiro de 2016.

Comunicação nas relações humanas

COMPARTILHE:

Por Lucia Gadelha, especialista em RH e consultora do Canal Farma (luciagadelha@terra.com.br)

Comunicação é uma palavra derivada do termo latino communicare, que significa “partilhar, participar algo, tornar comum”. Por meio da comunicação, compartilhamos diferentes informações, tornando o ato de comunicar uma atividade essencial para a vida em sociedade.

Na prática, identificamos profissionais que possuem o conhecimento referente ao cargo que ocupam, com total domínio quanto às informações, mas não conseguem se expressar. Muitas vezes, a informação a ser passada é de extrema relevância, mas falta habilidade para transmiti-la com credibilidade, clareza e confiança.

Relacionei algumas dicas para gerar uma reflexão de como está sendo conduzida a comunicação em sua empresa. Todo esse processo se inicia com os gestores e líderes, que devem ser referência e contribuir para tornar a comunicação mais clara, transparente e precisa, de forma que os profissionais obtenham sucesso em suas respectivas carreiras e passem uma imagem adequada das empresas onde trabalham, evitando ruídos de comunicação no ambiente interno e no contato com os clientes. São elas:

Postura: Estamos sempre nos relacionando e transmitindo uma imagem positiva ou negativa. Logo, esteja certo de que somos avaliados pela percepção que o outro obtém por meio da imagem que transmitimos. Sendo assim, é fundamental a credibilidade por meio da apresentação pessoal, de atitudes éticas e de comportamento adequado ao ambiente corporativo;

Autoconfiança: Demonstrar domínio sobre as informações transmitidas é essencial para uma comunicação eficaz. Contudo, a autoconfiança não se demonstra somente pelo conhecimento. Ela é percebida também pelos gestos, atitudes de acolhimento e segurança ao compartilhar esse conhecimento;

Empatia: Tente compreender e se colocar no lugar do outro, demonstrando real interesse em auxiliar e solucionar os problemas, contribuindo e tornando o ambiente favorável para que todos assimilem as informações;

Objetividade: Seja objetivo em sua comunicação. Não fale demais, nem de menos. Em questões polêmicas, evite se alongar para não desviar o foco do tema principal;

Linguagem: Use um vocabulário condizente com o perfil do seu colaborador ou cliente e não queira ficar rebuscando a sua fala com palavras sofisticadas. Dominar a informação a ser repassada não significa usar termos técnicos ou complexos. Seja claro e simples na comunicação;

Ritmo: Falar calmamente, com tranquilidade e equilíbrio, é fundamental para ser compreendido. Busque sempre se atualizar, planejando seu dia e validando as informações, a fim de evitar ansiedade ao repassá-las, o que poderia dificultar a compreensão das informações.

Além das dicas sugeridas, oriente sua equipe a demonstrar acolhimento na comunicação, ouvir com atenção e ter concentração na execução das tarefas. No segmento farmacêutico, os clientes constroem uma imagem adequada das farmácias e drogarias e são fidelizados quando ouvidos atentamente e quando têm suas expectativas atendidas. Muitos clientes chegam com dúvidas. Uma equipe que se comunica de forma adequada, transmite confiança e segurança no repasse das informações, estabelecendo sintonia de forma agradável, para que se obtenha alto nível de satisfação no processo de atendimento e venda.


VER MAIS SOBRE: comunicação / RH


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.