Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 3 de fevereiro de 2011.

Edson Albertassi é o novo vice-presidente da Alerj

COMPARTILHE:

Alerj

Com 66 votos a favor e um contra, além de duas abstenções e uma ausência, a Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) elegeu, nesta quarta-feira (02/02), o deputado Paulo Melo (PMDB) para a presidência da Casa. Junto com o deputado, eleito pela chapa única “O Parlamento de Todos”, também foram escolhidos os parlamentares que farão parte da Mesa Diretora que regerá os trabalhos da Casa pelos próximos dois anos. O primeiro vice-presidente passa a ser o deputado Edson Albertassi (PMDB) e o primeiro secretário, o deputado Wagner Montes (PDT). “Esse é meu maior presente na vida e agradeço minha mulher e filhos pelas inúmeras vezes que faltei como pai, por conta das necessidades deste trabalho que exige tanto de nós”, expressou o novo presidente do Parlamento fluminense, que fez ainda uma homenagem ao ex-governador Marcello Alencar, que estava no plenário. “Já era deputado antes do governador Marcello Alencar chegar ao cargo e continuo mesmo depois dele ter deixado a política, mas tudo o que construí no Parlamento devo a ele, por ter acreditado em mim”, frisou Paulo Melo.

O presidente destacou, ainda, a importância da divergência em um regime democrático e agradeceu aos que votaram contrário à chapa ou se abstiveram. “Agradeço, de coração, todos os 66 votos que recebi e mais o do deputado Pedro Augusto (PMDB), que estava ausente no momento da votação, mas que já havia manifestado seu voto favorável, em conversa anterior. Agradeço, ainda, os dois votos de abstenção dos deputados Marcelo Freixo e Janira Rocha (ambos do PSol) e o voto contrário da deputada Clarissa Garotinho (PR), que tem direito de discordar. Ter voto contrário é normal na democracia e é por ela que sempre trabalhamos”, ponderou o parlamentar. Durante seu discurso, Paulo Melo emocionou-se ao lembrar sua trajetória pessoal e política, que culminou no posto mais alto na hierarquia do Parlamento. “Cheguei nesta cidade apenas com um sonho, o de buscar emprego com dignidade para ter o que dar à minha família. Não tive a oportunidade que muitos tiveram, dormi até nas calçadas. Apenas aos 17 anos tive o fantástico aprendizado da leitura”, lembrou-se.

No Plenário Barbosa Lima Sobrinho, cujas galerias estavam lotadas com a presença de representantes de diversas cidades do Estado do Rio, que vieram demonstrar apoio à sua candidatura, o presidente chorou ao dizer que jamais imaginaria que fosse chegar à Presidência da Casa. “Meus pais nunca tiveram dinheiro para me dar um presente no Natal, mas me deram o que me trouxe até aqui: a conduta. Hoje tenho uma grande responsabilidade, e a maior delas será a de permitir que todos os que aqui representam a população tenham voz”, comprometeu-se. Ao lado do novo presidente, o deputado Albertassi disse que está disposto a fazer, desta gestão, um “marco de antes e depois de Paulo Melo”. “Para mim é uma gratidão e uma grande honra participar desta Mesa e trabalhar por este Parlamento”, ressaltou. Primeiro secretário da Casa, Wagner Montes destacou a importância de se trabalhar pela independência do Legislativo, e avisou que representará o povo. “Ser primeiro secretário será respeitar todos os 528.628 votos que recebi e não ser submisso a ninguém”, destacou.

(texto de Marcela Maciel)

Conheça a composição da nova Mesa Diretora (perfis abaixo):

Presidente: Paulo Melo (PMDB)
1º Vice-presidente: Edson Albertassi (PMDB)
2º Vice-presidente: Gilberto Palmares (PT)
3º Vice-presidente: Paulo Ramos (PDT)
4º Vice-presidente: Roberto Henriques (PR)

1º Secretário da Mesa: Wagner Montes (PDT)
2º Secretário: Graça Matos (PMDB)
3º Secretário Gerson Bergher (PSDB)
4º Secretário José Luiz Nanci (PPS)

1º Suplente: Samuel Malafaia (PR)
2º Suplente: Bebeto do Tetra (PDT)
3º Suplente: Alexandre Corrêa (PRB)
4º Suplente: Gustavo Tutuca (PSB)

Paulo Melo (PMDB) – Após receber 121.684 votos, o parlamentar chega ao seu sexto mandato. Nos últimos quatro anos, foi líder do Governo e presidente da Comissão Permanente de Constituição e Justiça. Também presidiu a CPI do Propinoduto, no mandato 2003/2006.

Edson Albertassi (PMDB) – Eleito com 83.254 votos para seu quarto mandato, o deputado tem atuação predominante no Sul fluminense, no município de Volta Redonda. Por duas legislaturas exerceu a função de presidente da Comissão Permanente de Orçamento.

Gilberto Palmares (PT) – Após receber 36.519 votos, o petista irá exercer seu terceiro mandato de deputado estadual. Ligado a movimentos sindicais, nesta legislatura, Palmares presidiu a CPI das Barcas e foi responsável pela Escola do Legislativo Fluminense.

Paulo Ramos (PDT) – Irá atuar em seu quarto mandato, após receber 39.023 votos. Também exerceu dois mandatos como deputado federal, tendo participado da Assembleia Constituinte. Presidiu da Comissão Permanente de Trabalho e foi vice da Comissão de Servidores.

Roberto Henriques (PR) – Ex-vice prefeito de Campos dos Goytacazes, ex-prefeito interino e ex-secretário de Governo daquele município do Norte fluminense. Em seu primeiro mandato como deputado estadual, Henriques recebeu 32.369 votos.

Wagner Montes (PDT) – Deputado mais votado, com 528.628 votos, o apresentador de televisão irá exercer seu segundo mandato no Parlamento estadual. Nos últimos quatro anos, esteve à frente da Comissão Permanente de Segurança Pública.

Graça Matos (PMDB) – Eleita com 61.294 votos, irá exercer seu quinto mandato. Nas duas últimas legislaturas, atuou como primeira secretária da Casa. Com trabalho predominante no município de São Gonçalo, é mulher do deputado federal Edson Ezequiel (PMDB-RJ).

Gerson Bergher (PSDB) – Eleito com 35.069 votos, o decano da Alerj chega ao seu quarto mandato. Marido da vereadora da capital Teresa Bergher (PSDB), também foi vereador da capital, tendo sido presidente da Casa. Na Assembleia, esteve à frente da 2ª Secretaria da Mesa.

José Luiz Nanci (PPS) – Médico anestesiologista, ele atuou como vereador por cinco mandatos em São Gonçalo, Região Metropolitana, com atuação voltada para a Saúde. Irá estrear no Parlamento fluminense, após receber 28.798 votos.

Samuel Malafaia (PR) – Irmão do Pastor Silas Malafaia, da Assembleia de Deus, retorna à Casa após atuação parlamentar durante o mandato 2003/2006, quando foi corregedor da Assembleia, presidente da Comissão de Saúde e vice da Comissão de Prevenção ao Uso de Drogas.

Bebeto (PDT) – O jogador de futebol, tetracampeão do mundo em 1994 e baiano de nascimento, irá exercer seu primeiro mandato como detentor de cargo eletivo no Parlamento fluminense. No último pleito, ele conquistou 28.328 votos.

Alexandre Corrêa (PRB) – Pastor da Igreja Universal do Reino de Deus, Corrêa é estreante no Parlamento fluminense e nunca exerceu cargos eletivos. Ligado ao senador reeleito Marcelo Crivella (PRB-RJ), Alexandre Corrêa chega à Assembleia Legislativa após receber 112.676 votos.

Gustavo Tutuca (PSB) – Filho do prefeito de Piraí, Arthur Henrique, o Tutuca. Estreante na Assembleia Legislativa, recebeu 44.015 votos. Também atuou como secretário municipal de Administração. Na Alerj, pretende lutar pela inclusão digital.


VER MAIS SOBRE: arquivo


Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.