Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 11 de julho de 2017.

Farmácia do Leme inaugura sala de atendimento farmacêutico

COMPARTILHE:

Ricardo
Ricardo Valdetaro, farmacêutico e proprietário da Farmácia do Leme

 

A Farmácia do Leme, que fica em Copacabana, inaugurou sua primeira sala de atendimento farmacêutico no dia 10 de julho, ampliando os serviços oferecidos aos clientes. A população que já contava com aplicação de injetáveis, aferição da pressão arterial, teste da glicose e colesterol, agora usufrui novos atendimentos, como avaliação de antropometria, acompanhamento antitabagismo, avaliação de débito de sono, acompanhamento para perder peso, entre outros.

Com a novidade, os pacientes passaram a ser atendidos de maneira individual, em uma sala equipada e de acordo com as exigências dos órgãos fiscalizadores, sempre por farmacêuticos capacitados para exercer as atividades.

O atendimento se inicia com o cadastro do cliente no sistema e depois a realização do serviço. Em seguida, o farmacêutico confere os resultados e, se for preciso, encaminha o paciente para o médico ou posto de saúde. O proprietário e também farmacêutico da Farmácia do Leme, Ricardo Valdetaro, afirma que a iniciativa está com excelente aceitação. “A farmácia é o primeiro lugar que as pessoas buscam quando se sentem mal e oferecer a sala de atendimento com novos serviços é uma ideia que está sendo aprovada pelos nossos clientes. Estamos muito satisfeitos com os resultados”, disse.

Valdetaro adianta que certamente a procura pelos serviços irá aumentar e a ideia é ampliar o número de farmacêuticos. “Hoje a loja conta com três profissionais, mas já estamos percebendo a necessidade de novas contratações, em breve”, acrescentou.

Para realizar o atendimento com segurança e eficiência, a equipe da loja passou por um treinamento ministrado pela farmacêutica pós-graduada em Farmácia Clínica e representante da Automatiza Sistemas, Fernanda Afonso Oliveira. Ela explicou que, durante uma semana, treinou os profissionais para uso do software e também os capacitou para a realização dos serviços. “O treinamento foi positivo porque possibilitou aos farmacêuticos relembrarem o conhecimento adquirido na graduação e terem entendimento das atividades que não eram realizadas com frequência, já que atuavam mais no balcão”, comentou.

Fernanda lembrou que o objetivo do consultório é que os farmacêuticos atuem em parceria com os demais profissionais de saúde, como médicos, nutricionistas, professores de educação física.

Iniciativa aprovada

No primeiro dia de inauguração da sala de atendimento farmacêutico, os moradores de Copacabana já faziam fila aguardando a vez para utilizar os serviços. Foi o que fez Otávio Ribeiro, 78 anos, quando esperava para aferir a pressão arterial. “A iniciativa é uma facilidade para nós que precisamos fazer esses testes. É a primeira vez que venho e aprovei a ideia”, disse.

Durante o exame, a farmacêutica constatou que a pressão de Otávio estava alta, 14/8, e pediu seu retorno no dia seguinte para fazer o acompanhamento e, se fosse necessário, encaminhá-lo ao posto de saúde.

atendimento
Paciente Otávio Ribeiro tem a pressão aferida pela farmacêutica

 

resultado
Farmacêutica Amanda Araújo entrega o resultado do exame ao paciente
atendimento II
Carlos Alberto faz o teste da glicose

Carlos Alberto Caetano, 70 anos, também passou pela sala de atendimento realizando o teste da glicose. “Há anos não faço esse exame e hoje resolvi fazer e, para minha surpresa, está boa: 100 mg/dl. Gostei do atendimento e vou indicar para minha esposa e amigos”, falou.

A farmacêutica da Farmácia do Leme, Amanda Araújo Costa, destaca que a maioria dos clientes são idosos e apresentam quadro de hipertensão e diabetes, sendo essencial o acompanhamento. “O nosso trabalho, além de ajudar a prevenir diversas doenças, alerta quem não sabe que tem determinadas doenças crônicas. Por não saberem, elas não daão início ao tratamento para manter boas taxas, o que é perigoso, porque coloca a vida em risco. Aqui orientamos de maneira segura esses pacientes”, disse Amanda.

equipe
A partir da esquerda, Ricardo Valdetaro, Betânia Alhan, e as farmacêuticas Amanda Araújo e Fernanda Afonso Oliveira.

Durante esta primeira semana, os serviços prestados à população estão sendo oferecidos gratuitamente, mas a partir do dia 17 de julho serão cobrados. No final do atendimento, o paciente recebe as orientações do farmacêutico e leva para casa os resultados impressos.

Comunicação Ascoferj 

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.