fbpx
Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 23 de março de 2021.

Interfarma promove campanha de vacinação nacional além da Covid-19

COMPARTILHE:

Interfarma lança campanha de vacinação infantil Foto: freepik

Dados divulgados recentemente pelo Ministério da Saúde mostram que metade das crianças brasileiras não recebeu todas as vacinas previstas no Calendário Nacional de Imunização em 2020. A pandemia de Covid-19 pode ter sido responsável por aumentar esse número, mas desde 2015 o País não atinge 90% de imunizações infantis.

Para ajudar a levar conhecimento sobre o assunto, a Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma), com o apoio da Sociedade Brasileira de Medicina Farmacêutica (SBMF), inicia em março a campanha Esquadrão da Vacina, com abrangência nacional.

Campanha Esquadrão da Vacina

A primeira ação contará com informações enviadas por WhatsApp e uma equipe para responder dúvidas da população. Além disso, com a participação da Central Única das Favelas (CUFA), realizará campanhas em 12 comunidades do País, por meio de outdoor, panfletagem, spots nas rádios comunitárias, carros de som e display em 120 pontos comerciais.

Elizabeth de Carvalhes, presidente da Interfarma, comenta: “A queda no índice de vacinação deveria ser uma preocupação de todos, pois há possibilidade de doenças, até então erradicadas ou controladas, reaparecerem. A vacinação é crucial para termos um país mais saudável, livre de surtos e epidemias. Este é o fator principal que nos fez realizar a campanha Esquadrão da Vacina”.

Taxa de vacinação

Em 1930, por exemplo, as doenças infecciosas e parasitárias representavam 45,7% dos óbitos do Brasil, índice que caiu para 4,3% em 2010. Na década de 1980, sarampo, poliomielite, rubéola, síndrome da rubéola congênita, meningite, tétano, coqueluche e difteria causaram 5,5 mil óbitos em crianças de até cinco anos, enquanto em 2009 foram apenas 50.

Mesmo com os números impressionantes, muitos pais se recusam a vacinar seus filhos, o que pode colocar em risco as vidas das crianças. Entre os motivos, estão questionamentos de segurança, efeitos colaterais ou não acreditarem que são suscetíveis às doenças.

Segurança

O objetivo da campanha é evidenciar que toda vacina licenciada para uso passa por um rigoroso processo de produção e avaliação, desde estudos e pesquisas até testes clínicos. Além disso, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) também avalia e aprova os imunizantes, além de acompanhar possíveis efeitos adversos.

Veja também: Biogen Brasil lança campanha de conscientização de AME

Fonte: Revista da Farmácia


VER MAIS SOBRE: Campanha de Vacinação / Interfarma / Vacinação de crianças


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logotipo Ascoferj

INFORMA

A Ascoferj informa que está em regime semipresencial.

Segundas, quartas e sextas: atendimento presencial, das 12h às 17h
Terças e quintas: atendimento remoto, das 8h às 17h.

Telefones de todos os setores para contato:

– Financeiro – (21) 98272-2882
– Jurídico – (21) 98097-0092
– Regulatório – (21) 98272-2852
– Comunicação – (21) 98272-2867
– DAC/Cursos – (21) 98399-0146
– Central de Negócios – (21) 98293-1816
– Comercial – (21) 98097-0099
– Relacionamento – (21) 98145-2036

Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.
×