Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 2 de março de 2010.

Laboratório Teuto é aprovado em auditoria da Anvisa

COMPARTILHE:

Agência Race

Indústria goiana está entre as poucas aprovadas nos testes pós-registros

Entre julho e novembro de 2009 a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) realizou auditorias pós-registros em medicamentos nas indústrias farmacêuticas e os resultados foram divulgados neste mês de fevereiro. Em um total de 27 empresas farmacêuticas auditadas, apenas dez delas tiveram desempenho satisfatório para o órgão que regulamenta e fiscaliza a vigilância sanitária no país. O Laboratório Teuto, que há mais de 60 anos produz medicamentos, foi aprovado nesta seleta lista. "Isso mostra mais uma vez que a imagem do Teuto no mercado é de um laboratório que tem qualidade e alta performance nos produtos e processos", declarou Ítalo Melo, gerente de trade marketing do Laboratório Teuto.

O objetivo dessas auditorias é monitorar e garantir a qualidade dos medicamentos que tiveram alterações pós-registro e, assim, assegurar que seus efeitos sejam equivalentes aos indicados na bula. Essa avaliação do medicamento começa quando a indústria farmacêutica solicita autorização da ANVISA para fazer alterações pós-registro nos medicamentos. A auditoria é realizada pela Gerência de Tecnologia Farmacêutica (GTFAR).

De acordo com Ítalo Melo, essas auditorias filtram e estabelecem um padrão de qualidade entre as indústrias farmacêuticas. "Nós encaramos essas exigências de forma muito positiva. O Teuto apóia essas auditorias, pois é uma forma de melhorarmos nossos processos, desempenho e elevarmos nosso padrão". Após as auditorias atestarem as competências dos laboratórios quanto às modificações dos medicamentos solicitados, a ANVISA ainda envia especialistas para avaliarem se as modificações nos produtos estão de acordo com a regulamentação pós-registro.

Os resultados emitidos por esses especialistas passam pela avaliação da coordenadora de Pós-registro (COPRE), Meiruze Sousa, e pela gerente da Tecnologia Farmacêutica, Mônica da Luz Soares. Somente após esse processo, a Gerência Geral de Medicamentos, representada pela gerente Tatiana Lowande, aprovará ou não a indústria farmacêutica na solicitação Pós-registro. "A ANVISA é um órgão controlador respeitado mundialmente e para nós é muito importante manter um bom relacionamento com eles e acima de tudo, utilizar esses resultados como forma de aprimorar e elevar ainda mais a excelência de nossos produtos. Mais uma vez o Teuto é reconhecido como modelo para a indústria farmacêutica nacional", disse Ítalo que ainda reiterou que o Laboratório Teuto encara este tipo de avaliação sempre como um desafio para manter-se como uma indústria arrojada na vanguarda da tecnologia, processos e gestão.


VER MAIS SOBRE: arquivo


Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.