Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 31 de março de 2015.

Novidades no reajuste de preço de medicamentos

COMPARTILHE:

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o Ministério da Saúde anunciaram algumas alterações no modelo de cálculo percentual do reajuste. A principal mudança é a redução do número de medicamentos que estão sujeitos à maior adaptação de preço. Os três níveis de reajuste de preço são definidos conforme à concorrência dos grupos de mercados, classificados como não concentrados, moderadamente concentrados e altamente concentrados. A ampliação do grupo autorizado a fazer o menor reajuste de preço ocorre porque o novo cálculo adotará o modelo internacional para a medição do poder de mercado individual de empresas ou grupos econômicos – o Índice Herfindahl-Hirschman (IHH). O grupo que sofrerá o maior reajuste é composto por medicamentos de maior concorrência, menor preço e custo tecnológico. Já os medicamentos de maior custo, baixa concorrência e alta tecnologia, terão o menor índice de reajuste. Outra novidade é que, a partir de agora, a atualização de dados por parte da indústria será semestral, com a intenção de facilitar o monitoramento de mudanças e tendências no mercado. Fonte: Guia da Farmácia


VER MAIS SOBRE: arquivo


Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.