Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 8 de agosto de 2011.

Registro para insumos farmacêuticos impulsiona empresas brasileiras

COMPARTILHE:

Snif Brasil

Com a boa forma do mercado farmacêutico, principalmente, no que diz respeito ao setor de genéricos, novas regras começam a se desenvolver. A publicação da Resolução RDC 57/2009 tornou obrigatório o registro dos insumos farmacêuticos ativos no Brasil. Inicialmente foram definidos 20 insumos que devem ser submetidos ao registro sanitário, válido por cinco anos.

Como já ocorre com os fabricantes internacionais de medicamentos, todas as empresas que pretendem exportar esses insumos para o Brasil deverão ser inspecionadas pela Agência, conforme a Resolução RDC n. 29/2010, para obtenção de Certificação em Boas Práticas de Fabricação, que terá validade de dois anos.

Uma medida que deve impactar o mercado, impulsionando empresas dos setores farmoquímicos e farmacêuticos e proporcionar isonomia das exigências sanitárias entre insumos nacionais e importados. A melhoria da qualidade das matérias-primas dos remédios dos quais toda a população se utiliza na hora de cuidar da saúde é outro ponto positivo dessa ação. Para os consumidores finais essa é uma medida importantíssima, já que torna os medicamentos mais seguros, através de critérios para a comercialização dos mesmos. Para os laboratórios não será diferente, já que poderão ter certeza de estar comprando o insumo certo para a produção de seu fármaco.


VER MAIS SOBRE: arquivo


Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.