Pular para o conteúdo

Notícias


icone de categorias Notícias icone de data de publicação 17 de maio de 2010.

Situação com medicamentos seria para criar tabu

COMPARTILHE:

O Estado de S. Paulo

Para presidente da Interfarma, País quer criar clima ruim

Para o presidente da Interfarma, Antonio Britto, os desdobramentos da reclamação feita pelo Brasil contra a União Europeia (UE) na Organização Mundial do Comércio (OMC) revelariam uma vontade de criar um clima de tensão, como em um "Fla-Flu" envolvendo genéricos. Britto, que representa, por meio da Interfarma, os 30 maiores laboratórios farmacêuticos instalados no País, ainda analisa que quem cometeu a reclamação queria criar um tabu. No último dia 12, o Brasil deu o primeiro passo para abertura de painel na OMC contra a UE. A medida é uma reação à apreensão, em 2008, de um carregamento do anti-hipertensivo Losartan, comprado pela brasileira EMS na Índia. O medicamento, genérico no Brasil e na Índia, mas não na Holanda, foi retido em Roterdã. Para o presidente da Interfarma, o episódio do Losartan é só um caso específico.


VER MAIS SOBRE: arquivo


Este site utiliza cookies para garantir seu funcionamento correto e proporcionar a melhor experiência na sua navegação. Ao continuar nesse site você está de acordo com nossa Política de Privacidade.